Soja- XP: preços em queda com produtividade alta nos Estados Unidos

Publicado em 21/09/2010 18:16 e atualizado em 21/09/2010 19:07
457 exibições
Grande volatilidade para a soja em Chicago. Mercado alternou entre perdas e ganhos durante a sessão consolidando ganhos recentes. O mercado de soja continua assimilando produtividades acima do esperado nos EUA em praticamente todas as regiões produtoras do país e, especificamente na sessão de hoje, o mercado pesou com previsões expandindo as áreas do centro-oeste brasileiro que receberão chuvas no final de setembro-início de outubro, o que tende a favorecer o início do plantio na região. Embora este quadro, em primeira instância mais negativo, o mercado permanece cauteloso em posições vendidas no mercado de soja, com o cenário técnico positivo após o rompimento do topo anterior na semana passada e a expectativa de demanda firme a frente. 

Além disso, embora o retorno das chuvas ao centro-oeste, as preocupações com os modelos sinalizando chuvas muito abaixo do normal para os próximos meses sobre o sul do Brasil e Paraguai e norte da Argentina continuarão no radar do mercado. Entendo que o mercado, no curto prazo esta vulnerável a pressão de colheita nos EUA, ou até mesmo uma eventual liquidação de posições de fundos. De qualquer forma, o cenário macro permanece sinalizando o potencial de sustentação dos preços da soja seja pela sinalização de demanda firme e, a conseqüente necessidade de incentivo ao plantio, seja pelo risco climático associado ao La-Niña na safra sul-americana, além do fluxo especulativo que, na análise macro, tende a permanecer atuante sobre as commodities agrícolas.

Tecnicamente, CBOT novembro trabalhando em canal de baixa intraday com suporte em 1078,75 e resistência na região de 1090. Dada a condição sobre-comprada de osciladores no diário, novas compras apenas sobre o rompimento do topo anterior em 1100. Caso o suporte acima seja perdido, no curto prazo a situação pode complicar-se rumo aos 1065,75 ou 1059,25. Na BM&F cenário similar, com resistência nos 25,20-25,30 e suporte em 24,95.

Confira a análise completa: sojamilho2109.pdf

Tags:
Fonte: XP Agro

Nenhum comentário