Retirada a TEC na importação do trigo

Publicado em 07/02/2013 08:58
408 exibições
Aprovada ontem no final da tarde pela CAMEX a retirada da cobrança da TEC (Tarifa Externa Comum) em compras de trigo originado fora do MERCOSUL. Mesmo com as quedas recentes no câmbio e recente rebaixamento das pedidas internacionais nos mercados físico e futuro, o governo atuou em prol do controle da inflação dos alimentos. Ainda assim, o efeito das alterações nos preços do trigo e das farinhas no interior (nas regiões produtoras) não devem sofrer impacto expressivo nos patamares atuais. Volume liberado foi inicialmente de 1 milhão de toneladas, com prazo de abril a julho deste ano, visando assim possivelmente não interferir nos preços no período de colheita do trigo brasileiro. 

Na nossa tabela de simulação dos preços CIF trigo posto nos Portos Sul e Sudeste (exclusivo para assinantes AF News Análises) vemos que nos preços do trigo americano hard e do câmbio em 05/05 a pedida deste produto sobre rodas (descarregado do navio)  seria de R$ 792/ton, até chegar na região de produtora paranaense teríamos um acréscimo de pelo menos R$ 40-60/ton de fretes. O que indica que embora possa haver uma preferência pelo trigo americano (pouco provável enquanto houver trigo paraguaio), não mudaria a estrutura de custos dos moinhos do interior.

Já no Sudeste a demanda dos moinhos teria preferência dos trigos importados, como aliás já víamos vantagem para o trigo argentino em detrimento à importação de trigo paranaense nos preços de lotes praticados.

No Nordeste o trigo do hemisfério Norte toma maior competitividade, ai sim bastante efetiva a medida já que poderá implicar em rebaixamento das pedidas argentinas para o nosso país vizinho não perder o mercado prioritário e único em que a origem encontrava-se competitiva nos preços praticados (até US$ 20/ton nos trigos hard). 

Confira mais informações no site da AF News
Tags:
Fonte: AF News

Nenhum comentário