Trigo: Colheita se aproxima de 10% da área no Rio Grande do Sul e preços permanecem estáveis

Publicado em 25/10/2010 19:01
509 exibições
A colheita no Rio Grande do Sul avançou significativos 6 pontos percentuais diante da menor ocorrência de chuvas no estado no decorrer da semana passada. Dessa forma, já são 9% da área estimada para este ano já colhida e outros 30% já na fase final de maturação, somente aguardando as máquinas entrarem no campo. A colheita segue em ritmo satisfatório e a expectativa de produtividade continua otimista, inclusive para que se supere os números projetados previamente, porém, em algumas regiões que registraram precipitações mais significativas como Lagoa Vermelha e Passo Fundo podem apresentar alguns prejuízos decorrente da maior umidade na fase de maturação e maior incidência de doenças fúngicas. A produtividade média dos primeiros 69 mil hectares colhidos tem sido de 3.000 kg/ha, enquanto que a estimativa fixada pela Emater em seu último levantamento de safra feito em setembro limitava este valor a 2.040 kg/ha. Se este rendimento médio se mantivesse até o final da safra a produção gaúcha poderia chegar a 2,3 milhões de toneladas, porém, tendo em vista problemas pontuais com bacteriose e incidência de fungos, os índices devem cair um pouco levando a média para baixo. Porém, a expectativa geral é de que certamente será superada a meta inicial de 1,57 milhões de toneladas, reduzindo o impacto da diminuição da área plantada nesta safra sobre o volume colhido. Comparativamente com a média dos últimos cinco anos, a colheita está um pouco mais lenta, porém, a tendência observando a porcentagem de plantas em cada fase é de que esta diferença seja retirada ao longo das próximas semanas, uma vez que as lavouras mostram desenvolvimento mais rápido, com a maioria das áreas passando agora pelo estádio fenológico de enchimento de grãos (55%). Já a queda de preços acumuladas no final de setembro e primeira quinzena de outubro já começam a apagar um pouco o brilho da colheita, pois os produtores viram uma grande recuperação especialmente nos meses de agosto e primeira metade de setembro, e agora vêm uma parte do lucro se perder com o aumento da oferta de trigo no mercado interno com a colheita do Paraná e também o início da oferta no Mercosul, com a colheita do Paraguai encaminhando-se para o final. ainda assim o valor pago pelo trigo no mercado de lotes do Rio Grande do Sul está 5% acima do registrado no mesmo período do ano passado, fixado esta semana em R$ 425,00/ton, sendo que no mercado de Balcão, os produtores ainda registram uma pequena diferença negativa em relação aos preços de outubro do ano passado, já que a média atual é de R$ 21,78/sc e a de 2009 era de R$ 22,07/sc.
Tags:
Fonte: AF News

Nenhum comentário