Mega-Fusão do Agro: Sociedade entre a Lagarta e a Mosca Branca

Publicado em 24/05/2013 15:32 2107 exibições
Por Eduardo Lima Porto, consultor da CustodoAgro.

Muita gente ainda não se deu conta, mas o Governo está fomentando explicitamente uma Mega-Fusão de alcance multi-bilionário. Trata-se da Sociedade entre a Lagarta Helicoverpa e a Mosca Branca, cujo avanço sobre a Agricultura superará qualquer indicador de performance conhecido. Nada se compara em termos de capacidade de crescimento, resistência competitiva e influência financeira. 

Ao contrário do que ocorre nos países "neoliberais", essa Sociedade não foi concebida por um ou dois Gênios da TI ou por Operadores do Mercado Financeiro. Nunca antes na história desse País, foi possível reunir e potencializar o labor de centenas de milhões de indivíduos (Lagartas e Moscas). 

O Brasil foi considerado o País ideal para que a nova Fusão ganhe escala e venha a se tornar suficientemente forte para dominar vários outros mercados. E isso se dará muito rápido, já na próxima Safra de Verão.

Opositores, se é que os Senhores realmente existem, tenham por favor a dignidade de reconhecer que se não fosse por esse Governo, a "Sociedade" entre a Helicoverpa e a Mosca Branca dificilmente atingiria uma dimensão tão importante em termos econômicos.

Ressalvando apenas algumas diferenças de procedimento, a referida Fusão está sendo fomentada nos mesmos moldes que nortearam outras operações de destaque nos últimos anos, como as conduzidas pelo BNDES na área dos Frigoríficos, do Petróleo, Empreiteiras e outros setores considerados estratégicos pela inteligência superior dos nossos dirigentes.

A captura de bilhões de reais da economia agrícola é o objetivo que se persegue. Nada poderá impedir a legitimidade da ação massiva e transversal das milhões de Lagartas e Moscas-Brancas que vinham sendo excluídas pela Elite do Agro.

A Lagarta e a Mosca Branca ajudarão o Governo no sentido de acelerar o êxodo rural, a transferencia de extensas áreas em favor dos Índios e "Companheiros" que notadamente são mais competentes para conduzir a Agricultura.

Enfim, os benefícios serão imensamente superiores aos custos e eventuais danos colaterais que são parte do processo de transformação revolucionária desejado.

Algumas ações já em curso deverão ser reforçadas pelo Governo a fim de blindar a Fusão:

1) Impedir a importação direta de defensivos agrícolas, o que permitirá que os preços continuem muito elevados visando a proteção dos interesses dos "fabricantes locais";
2) Manter absolutamente inalterada a legislação vigente e o atual ritmo de liberação dos registros;
3) Editar Instruções Normativas contraditórias e totalmente desprovidas de fundamento prático de forma a desorientar temporariamente os Grupos não-alinhados;
4) Incrementar as exigências fiscais e ambientais para qualquer um que deseje conter o avanço das Companheiras Lagartas e Moscas-Brancas;
5) Seguir rigorosamente o Plano traçado no Foro de São Paulo.

Se o Governo permanecer firme nesse propósito e continuar contando com a postura leniente do Agro, o sucesso da Fusão Societária estará garantido e será irreversível.

Tags:
Fonte:
CustodoAgro

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • Marcos Henrique F.Mendes Formosa - GO

    Com certeza os índios são mais competentes mesmo...

    Afinal de contas quem produz alimento para sustentar o nosso país (Brasil),nossa economia, e ainda mandar alimentos para uma parte do mundo são os índios?

    Se os índios alimentam são porque retiram da natureza alimentos provindo de fontes nativas como (caça,pesca,etc)e/ou porque são financiados pela FUNAI que acaba sendo alimentos produzidos por nossos produtores rurais, com ajuda de Eng. Agrônomos e outros, que são pessoas responsareis que contribuem com a principal economia de nosso país (BRASIL).

    0
  • jonescarlo jung formosa - GO

    parabens pelo seu comentario o governo esta se esforsando para asa fusao ter susseso. os indios vao agudar nessa,que vergonha.

    0