Agronegócio: nós e os "nós", por Odacir Klein

Publicado em 25/09/2013 11:17
493 exibições

Participei, nos dias 20 – à noite – e 21, do Fórum Nacional de Agronegócios, promovido pelo Grupo de Líderes Empresariais – Lide – presidido com competência pelo destacado empresário e jornalista João Doria Jr.

O evento foi um exemplo de organização e primoroso conteúdo.

Para mim, foi duplamente gratificante: primeiro por receber – na condição de presidente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene – Ubrabio – distinto convite de meu amigo Roberto Rodrigues, presidente do Lide Agronegócios, ex-ministro da agricultura e atual embaixador da FAO para o cooperativismo, dentre outras posições importantes que ocupa no setor; segundo por haver recebido do presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB – Márcio Lopes de Freitas, a incumbência de representar a entidade nos debates. 

O ato inaugural contou com a presença, inclusive, do governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin.

O objetivo do evento ocorrido durante o dia 21 era analisar e debater os cinco principais gargalos do setor do agronegócio, denominados “nós”, para, ao final, resultar no documento “Desatando os nós”, com propostas concretas de políticas públicas ou ações privadas para alavancar o agronegócio brasileiro. 

Foi uma forma inteligente de ensejar a nós, participantes, a discussão, a análise e as sugestões, com vistas a desatar os “nós” de cinco áreas: a importância da sustentabilidade; o comércio internacional; o suprimento de insumos; a agenda parlamentar para 2014 e a comunicação com a sociedade. 

Ao final do evento foi apresentada a Carta de Campinas, que enfoca os debates e apresenta sugestões para desatar os nós nos cinco setores. 

Sua redação foi feita pelo qualificado consultor André Pessoa, da respeitada Agroconsult. 

Para conhecimento dos interessados, o texto segue abaixo (clique na imagem para abrir). 

Carta de Campinas - Fórum Nacional do Agronegócio

Carta de Campinas
Fórum Nacional de Agronegócios Carta de Campinas
Fórum Nacional de Agronegócios 

Na verdade, nós precisamos desatar “nós” na área do agronegócio. 

A titular da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo Mônika Bergamaschi lembrou da lenda do nó górdio, dizendo que como ninguém conseguia desatá-lo, Alexandre usou a espada para cortá-lo. 

Alguns “nós” podem ser desfeitos com menor esforço. Outros exigirão maior empenho e paciência. É possível que poucos exijam atitudes mais radicais. 

Foi um privilégio participar do evento coordenado, com competência, por João Doria Jr., atendendo ao convite de Roberto Rodrigues e representando duas entidades de expressão nacional: a União Brasileira de Biodiesel e Bioquerosene – Ubrabio – e a Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB – cujo presidente me honrou com indicação para ser debatedor em nome da entidade. 

Tags:
Fonte: Odacir Klein

Nenhum comentário