Manejo da Irrigação e Fertirrigação: ferramentas que tem auxiliado na produção de café especiais, Por Gabriela Terra

Publicado em 20/01/2022 09:05 66 exibições
Gabriela Terra, Especialista Agronômica Netafim

O café é a segunda bebida mais consumida no mundo, ficando atrás somente da água, e cada vez mais o mercado interno e externo tem buscado cafés de qualidade superior (Cooxupé, 2020). Isso tem feito com que os cafeicultores procurem técnicas que auxiliam a obter um produto de qualidade elevada para atender ao mercado, e algumas dessas técnicas são irrigação e fertirrigação.

A fertirrigação é uma técnica que consiste na aplicação de solução nutritiva via sistema de irrigação, ou seja, água mais nutrientes, mantendo assim o bulbo úmido próximo às raízes enriquecido com fertilizantes, sendo esse ambiente propício para o desenvolvimento e crescimento das plantas.

O manejo da fertirrigação tem sido cada vez mais utilizado pelos cafeicultores brasileiros, com a finalidade de extrair o máximo de eficiência dos fertilizantes, maior aproveitamento pelas plantas, redução de custos com mão de obra e maquinários e ainda possibilidade de mais parcelamentos na adubação, quando comparado com adubação convencional.

Mas como a fertirrigação auxilia na produção de cafés de qualidade? Com a possibilidade de fornecer os nutrientes de acordo com sua demanda dentro de cada fase fenológica. Por exemplo, na adubação convencional é fornecido NPK em 3 ou 4 parcelamentos, já com a fertirrigação qualitativa conseguimos aplicar pequenas partes de nutriente em cada irrigação e ainda fornecer cada nutriente de forma separada de maior demanda naquela fase fenológica. Um exemplo é a aplicação de potássio de forma pontual na fase de enchimento dos grãos, tendo em vista que é um fertilizante ligado à formação de açúcares no grão.

A fertirrigação é uma aplicação de nutrientes "na veia" das plantas, ficando assim prontamente disponíveis, resultando em plantas e grãos sadios, livres de pragas e doenças e uma maturação completa, reduzindo a quantidade de grãos verdes, verde cana ou preto verde.

Claro que tudo isso aliado a um manejo cultural adequado, variedade responsiva, altitude, manejo consciente da irrigação e fertirrigação. Além da fertirrigação, a irrigação por si só já auxilia no processo de produção de cafés especiais, além de fornecer água nos momentos críticos da cultura, o manejo adequado da irrigação no momento da pré-florada, promove a redução de multifloradas, grãos chocos e mal granados, originando assim grãos mais graúdos, uniformes e de peneirais superiores.

Desse modo, a tecnologia da irrigação e fertirrigação aliada ao manejo apropriado das lavouras de café tem permitido que os produtores agreguem valor em seu produto, com maior valorização pela qualidade que é tendência forte do mercado, além de proporcionar um negócio mais rentável e sustentável.

Tags:
Por:
Gabriela Terra

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário