Barraginhas atuam no controle de inundações em Minas Gerais

Publicado em 23/12/2011 12:53 316 exibições
Uma técnica simples, que pode amenizar os efeitos negativos das intensas chuvas, como as inundações e o grande volume de enxurradas. Há três anos a construção de barraginhas vem mostrando resultados positivos para a contenção das águas pluviais na região Central de Minas Gerais, nos municípios de Cordisburgo e Caetanópolis. Somente nesse último município, cerca de 120 famílias já sentem os benefícios proporcionados pelo trabalho desenvolvido pela Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) que se iniciou em outubro.

“Recebemos um convite da prefeitura para elaborarmos um diagnóstico e apresentarmos uma possível solução para um problema recorrente que atinge as famílias do bairro Mangueiras em Caetanópolis, as inundações provocadas pelas enxurradas”, explica o engenheiro agrônomo Luciano Cordoval de Barros, coordenador do projeto. “Constatamos esse benefício proporcionado pelas barraginhas pela primeira vez em 2008, após o relato de moradores de algumas comunidades. Dessa forma, resolvemos implantar a técnica também no município de Caetanópolis. E tem dado certo”, conta, entusiasmado.

Os resultados têm sido animadores. “Percebemos que tínhamos nas mãos uma poderosa ferramenta para contornar os efeitos provocados pelas chuvas intensas. E hoje, depois de construirmos 22 barraginhas em uma área de 100 hectares, estamos felizes, já que constatamos que o problema foi totalmente resolvido”, relata Cordoval. Até a época das chuvas no ano passado, esses moradores conviviam com o medo provocado pelo grande volume de lama que descia junto com as enxurradas. “A gente vivia em pânico. Muitas vezes tinha que acordar durante a noite com uma enxada para retirar a lama que insistia em entrar na casa”, relata dona Maria Geralda Rodrigues de Souza, uma das moradoras do bairro Mangueiras.

Segundo Luciano Cordoval, o que foi feito em Cordisburgo e em Caetanópolis, também poderá ser levado para outras cidades. “É muita tristeza que a gente vê neste final de ano, com todos esses problemas de inundações, desabamentos e das pessoas perdendo as coisas. Se existir uma maneira de ajudar essas pessoas...”, relata dona Maria Geralda. Ela ainda conta que todos os anos era a mesma coisa: vizinhos perdendo móveis, eletrodomésticos e as próprias casas com as chuvas. “Hoje, durmo tranquila, graças a Deus”, finaliza.

De acordo com o coordenador municipal de Defesa Civil de Caetanópolis, Silênio Sales Barbosa, a construção das barragens foi a medida mais eficaz para contornar o problema. “Este ano já choveu muito e não registramos nenhuma ocorrência de desabamento ou inundação. Como medida preventiva, vamos construir mais cinco barragens para evitar os efeitos de chuvas mais fortes”, relata. Outro benefício das barragens é o aumento do nível de água nos depósitos naturais, refletindo na preservação das nascentes.

A construção das barraginhas é financiada pela Petrobras, por meio do projeto “Desenvolvimento e Cidadania”. Em Caetanópolis, a iniciativa foi resultado de uma parceria entre a Embrapa Milho e Sorgo, a Prefeitura Municipal e a Defesa Civil. Mais informações: NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional) da Embrapa Milho e Sorgo, Unidade da Embrapa, vinculada ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento): (31) 3027-1272 ou [email protected] .

Tags:
Fonte:
Embrapa Milho e Sorgo

0 comentário