Seca: Mendes Ribeiro pede levantamento detalhado dos prejuízos para agilizar socorro aos produtores

Publicado em 10/01/2012 07:31 484 exibições
A continuidade e o agravamento da seca no Sul do Brasil, originada pelo fenômeno La Niña, fez com que o Ministério da Agricultura revisse as medidas de proteção à renda dos produtores rurais que vem sofrendo intensas perdas com intempéries climáticas. A pasta irá fortalecer os mecanismos já existentes e se comprometeu em criar novos, entre eles, agilizar os processos com as indenizações por meio do seguro rural.

Nesta segunda-feira (9), se reuniram na Casa Civil Mendes Ribeiro, a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, e o ministro interino da Fazenda, Nelson Barbosa discutiram a criação de novos mecanismos de ajuda aos produtores. Após a definição das frentes de ação, algumas decisões devem começar a sair via Conselho Monetário Nacional (CMN).

Mendes Ribeiro, ministro da Agricultura, em uma entrevista ao Valor Econômico disse que quer um estudo detalhado sobre os danos causados pela estiagem para qua possa acelerar os trâmites ligados ao seguro rural e também uma ajuda aos agricultores que não conseguirão quitar os empréstimos já feitos.

"Temos que fazer um levantamento de quanto houve de quebra, qual o tamanho das propriedades, qual a facilidade de pagamento de cada produtor e auxiliar os que tiverem mais dificuldades em quitar as parcelas. Vamos buscar todas as formas de acelerar os procedimentos para ajudar o produtor", disse o ministro.

Um estudo feito pelo Ministério da Agricultura e pelo Banco do Brasil apontam que a quebra na safra de milho no Rio Grande do Sul chega a 32%, a 19% em Santa Catarina e a 17% no Paraná.

Com informações do Valor Econômico.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário