Café: Estoques as mãos dos produtores são os mais baixos dos últimos 10 anos

Publicado em 23/01/2012 17:56 671 exibições
De acordo com o Conselho Nacional do Café (CNC), os estoques dos produtores de café no Brasil, maior produtor mundial do grão, estão caindo para os mais baixos níveis em uma década, o que vai manter os preços acima de US$ 2 (R$ 3,53) por libra-peso (unidade de medida equivalente a 453,597 g).

Os estoques das cooperativas diminuíram pelo menos 26%, ficando inferior a 2,58 milhões de sacas, os mais baixos desde 2002, revelou o presidente do CNC, Silas Brasileiro. Os estoques eram de 3,5 milhões de sacas no ano passado. O CNC vai divulgar uma atualização dos estoques em fevereiro, afirmou Silas.

A produção no Brasil, também maior exportador do mundo, vai crescer para entre 49 milhões e 52,3 milhões de sacas neste ano, ante as 43,5 milhões de 2011, de acordo com informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O volume vai superar o recorde de 2002, de 48,5 milhões de sacas.

“Os consumidores de café no mundo não reduziram o consumo em função da crise econômica”, disse o presidente do CNC. “Os estoques estão muito baixos porque a demanda está firme e o tempo não tem ajudado países produtores como a Colômbia.”

Já o consumo global deve crescer 1,5% este ano, apontou o disse o diretor executivo da Organização Internacional do Café, Robério Silva. O crescimento no consumo deve ser comandado pelos países do Leste Europeu, Brasil, China e Rússia, disse Brasileiro.


CFTC: fundos elevam posição comprada na ICE Futures - NY

A CFTC (Commodity Futures Trading Comission) divulgou os números do relatório de compromissos dos traders, com dados até 17 de janeiro para o café na Ice Futures US. O levantamento mostrou que os grandes fundos e grandes especuladores apresentavam uma posição líquida comprada (long) de 10.394 contratos, contra os 5.310 contratos comprados na semana anterior.

Até 17 de janeiro, as empresas comerciais, como indústrias, casas corretoras e comerciantes, estavam com uma posição líquida vendida de 8.958 contratos. No total, são 106.156 contratos long (comprados) e 104.720 contratos short (vendidos). As posições não reportáveis, que representam pequenos especuladores e negociadores locais, indicam uma posição líquida vendida de 1.436 contratos.

Até a última terça-feira (17), eram 112.656 contratos em aberto no mercado futuro de café arábica da ICE Futures US, com alta de 1.155 contratos na comparação com a semana anterior.

Estoque de café da Europa cai para 11,24 mi sacas em novembro, diz 


Os estoques de café nos portos europeus caíram 697.583 sacas de 60 quilos cada em novembro, para 11,24 milhões de sacas, mostraram dados divulgados hoje pela Federação Europeia de Café (ECF, na sigla em inglês).

O maior declínio foi registrado na Antuérpia, na Bélgica, onde as ofertas recuaram 474.450 sacas no período, para 5,63 milhões de sacas, de acordo com a federação.

Dois outros portos pesquisados também apresentaram queda nos estoques em novembro. Em Hamburgo, na Alemanha, as reservas de café encolheram 199.067 sacas, para 1,47 milhão de sacas, enquanto La Havre, na França, teve baixa de 24.067 sacas, para 427.767 sacas.

Os estoques nas cidades italianas de Gênova e Trieste ficaram inalterados, assim como no porto de Bremen, na Alemanha. As informações são da Dow Jones.


Receita diária com exportação de café atinge US$ 32 mi na 3ª semana

A receita média diária obtida com as exportações brasileiras de café foi de US$ 31,962 milhões na terceira semana de janeiro (dias 16 a 22). A média diária acumulada do mês chegou a US$ 27,595 milhões vai representando uma queda de 27,1% na comparação com a média diária de dezembro, de US$ 37,842 milhões.

Com relação a janeiro/11, quando a média diária atingira US$ 28,272 milhões, a receita média de exportações de café de janeiro/12 é 2,4% mais baixa, conforme os dados acumulados até o dia 22.

Os dados partem do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e foram divulgados nesta segunda-feira pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex).



Tags:
Fonte:
CNC/Safras/Ag. Estado

0 comentário