Expositores apostam na “mecanização sustentável” na Femagri 2012

Publicado em 02/02/2012 14:55 954 exibições
Equipamentos multitarefas, com menor consumo e novas tecnologias ganham espaço e a atenção dos visitantes da feira agrícola, que acontece até sexta-feira, em Guaxupé (MG).
O conceito de sustentabilidade por meio da mecanização da produção de café é um dos destaques da FEMAGRI 2012 (Feira de Máquinas, Implementos e Insumos Agrícolas), que acontece até sexta-feira, em Guaxupé (MG), maior centro produtor de café do país. O estado de Minas Gerais é responsável por cerca de 24 milhões de sacas de café por safra, o que representa cerca de 50% da produção nacional.

O evento, promovido pela COOXUPÉ (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), segue os conceitos definidos pela OIC (Organização Internacional do Café), que aponta a mecanização como uma das estratégias necessárias para o cultivo sustentável.

A proposta é demonstrar ao cafeicultor que por meio dos recursos tecnológicos é possível reduzir os custos da colheita e produzir um café de melhor qualidade capaz de alcançar melhores preços no mercado.

 Para isso, os expositores contam máquinas e implementos como descascadoras e despolpadoras que trabalham com volume reduzido de água, máquinas com menor consumo de combustível ou com alimentação alternativa.

Buscando atrair os cafeicultores, a empresa Makita traz como novidade em seu catálogo atomizadores, motocultivadores, cortadores e trituradores com motores 4 tempos, que consome menos energia e possui uma baixa emissão de gases tóxicos.

Outra novidade da linha de produtos são produtos como roçadeiras, aparadores e sopradores que funcionam por meio de bateria ao invés de combustível como nos modelos tradicionais.

A otimização do serviço por meio de um único equipamento também é uma das soluções tecnológicas para que o cafeicultor atinja a sustentabilidade e, consequentemente, aprimore a qualidade e o resultado de sua plantação.

Visando oferecer essa facilidade ao cafeicultor, a empresa Dragão Sol traz como novidade para a FEMAGRI o modelo “Dragão Tigre”, que em uma única operação nas ruas de café, a máquina recolhe, abana, tritura os galhos e armazena o material em um depósito próprio.

A Stihl, líder nacional do mercado de ferramentas motorizadas portáteis, aproveita a FEMAGRI para apresentar a Multifuncional KA 85 R que possibilita a realização de cinco tarefas diferentes como roçar, esqueletar, decotar e recepar e colher.

De acordo com a empresa, o equipe permite o ganho de tempo por parte do cafeicultor e contribui para o aumento e melhora da produtividade de até cinco vezes em relação ao manejo manual.

Já a empresa de máquinas agrícolas Palini e Alves aproveita para lançar o descascador ecológico, que reduz o consumo de água em até 60%. As máquinas tradicionais utilizam uma carga média de 1 litro de água para cada litro de café, enquanto o modelo ecológico consome cerca de 400 ml, ou seja, uma redução de até 60%.
 
11ª FEMAGRI

A Feira de Máquinas e Implementos Agrícolas para a lavoura de café segue até sexta-feira, dia 03, em Guaxupé/MG. Promovida pela COOXUPÉ – a maior cooperativa de produtores de café do mundo – a Feira deve movimentar cerca de R$ 35 milhões em negócios. Com foco na mecanização e na sustentabilidade no campo, o espaço conta com mais de 100 stands, Fazenda Experimental, Palestras sobre Plantas de Cobertura - tecnologia inovadora que através de 130 plantas específicas, auxiliam na produção de café, combatendo pragas e diminuindo o uso de defensivos agrícolas - balcão de negócios e lançamento de produtos. Além disso, o visitante vai encontrar o Espaço Mulher, Artesanatos, Praça de Alimentação, Estacionamento, Posto Médico, Internet Wireless, acesso ao Portal do Cooperado, dentre outros.

Serviço
Local: Av. Vereador Nelson Elias, 1.300 B Bairro Japy, Guaxupé/MG / (próximo à Torrefação Cooxupé)
Data: até o dia 3 de fevereiro
Horário de funcionamento: Das 8h às 18 horas
Entrada gratuita

Tags:
Fonte:
AI Femagri

0 comentário