Perdas de 30% já são irreversíveis na safra deste ano do RS. Conab confirma perdas de 24,4%

Publicado em 09/02/2012 22:21 481 exibições
por Polibio Braga, do RS
Perdas de 30% já são irreversíveis na safra deste ano do RS. Conab confirma perdas de 24,4%

A própria Conab já admitiu no seu quinto relatório sobre as safras de grãos, que os gaúchos terão perdas de 7 milhões de toneladas este ano, já que a produção total cairá de 28,8 milhões de toneladas (2011) para 21,8 milhões de toneladas. 

. Com base em dados levantados junto aos grandes produtores de milho e soja, o editor reafirma as notas anteriores sobre perdas equivalentes a 9 milhões de toneladas. 

- O chamado complexo agribusines responde por 45% do PIB do RS. As perdas desta safra que começa a ser colhida serão de 24,4% segundo a Conab e de 30% de acordo com o editor, comprometendo o crescimento da renda estadual deste ano. As perdas já são irreversíveis nas safras de soja, milho e arroz.  


Safra brasileira de grãos também cai, mas apenas 3,5%

Será de 157,1 milhões de toneladas a safra de grãos deste ano no Brasil, o que significa uma redução de 3,5% sobre os 162,8 milhões de toneladas do ano passado. As duas maiores perdas ocorrerão com soja (- 6,1 milhões de toneladas) e arroz (-2,6 milhões de toneladas).

. Os dados foram revelados na manhã desta quinta pela Conab, conforme relatório de 37 páginas analisado pelo editor. 

. A Conab informou que este quinto levantamento da safra demonstrou que as perdas – modestas – devem-se exclusivamente às ocorrências de estiagem no Sul, sobretudo RS. 

CLIQUE AQUI para ler todo o relatório de 37 páginas.

SLC Agrícola começa programa de internacionalização pela África

Se tudo acontecer como prevê o plano octonal anunciado pelo grupo gaúcho SLC Agrícola, ainda este ano as suas empresas desembarcarão em Moçambique para plantar cana-de-açúcar e soja.

. Será o início da internacionalização.

. A SLC Agrícola faturou R$ 1 bilhão no ano passado.

. Em 2015, os irmãos Logemann, donos da SLC, querem plantar o equivalente a 410 mil hectares. 

- A SLC nasceu em Horizontina, RS, fabricando colheitadeiras, fábrica que vendeu para a John Deere. Depois diversificou, comprando a Ferramentas Gerais e expandindo a SLC Agrícola para o Centro-Oeste.


Entidades empresariais gaúchas fecham acordo inédito contra projeto do atual governo do RS

A carta aberta assinada pelos presidentes da Fiergs, Federasul, Fecomércio, FCDL e Farsul contra o piso regional, é a primeira fissura no pacto de amizade firmado entre os empresários e o governo do PT.

. O caldo poderá engrossar na discussão sobre a criação dos serviços e taxa de inspeção veicular no RS.

Tags:

0 comentário