Dilma se reúne com governadores do Nordeste para discutir ações de combate à seca

Publicado em 23/04/2012 13:26 390 exibições
A Bahia é o Estado da Região Nordeste mais atingido pela estiagem, com 170 municípios em situação de emergência. Em seguida está o Piauí, com 62 municípios, de acordo com dados da Defesa Civil. A seca vem provocando perdas nas lavouras, prejuízos à agricultura familiar e perda de rebanhos, além da falta de água enfrentada pela população. Para discutir ações destinadas a amenizar a situação, a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, se reúnem, nesta segunda, dia 23, em Aracaju (SE) com governadores da região.

Outros Estados do Nordeste que enfrentam a estiagem são Sergipe, com 18 municípios em situação de emergência, Pernambuco, com seis, e o Rio Grande do Norte, com um município. O decreto de situação de emergência, além de reconhecer a gravidade do problema, permite aos municípios contratar serviços e fazer obras com dispensa de licitação para tentar amenizar o sofrimento da população.

Em Sergipe, o abastecimento de água nos locais afetados está sendo feito por meio de caminhões-pipa. Cerca de 130 veículos levam água aos moradores. A área rural é a mais atingida pela falta de chuva. Em Pernambuco, o governo do Estado estima que 22 cidades do Sertão e sete do Agreste, onde moram mais de 300 mil pessoas, estão sendo prejudicadas pela seca.

Na última sexta, dia 20, o Ministério da Integração Nacional autorizou o empenho e o repasse de R$ 15 milhões para o Piauí, destinados a ações de socorro, de assistência às vítimas e de restabelecimento de serviços essenciais em localidades atingidas.

Nos meses de março e abril, o Ministério também liberou um total de RS 20 milhões para a Bahia. Os recursos são destinados ao transporte de água em caminhões-pipa, às demais ações de socorro às vítimas da seca e ao restabelecimento de serviços essenciais pela Defesa Civil.
Tags:
Fonte:
Agência Brasil

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário