Argentina: Começa greve geral dos caminhoneiros nesta quarta-feira (27)

Publicado em 27/06/2012 11:16 586 exibições
Nesta quarta-feira (27), teve início na Argentina uma greve geral dos caminhoneiros convocada pelo líder do sindicato da categoria e da Central Geral do Trabalho, Hugo Moyano. A principal reivindicação dos trabalhadores é uma modificação nos valores dos impostos sobre os salários e benefícios sociais. Uma passeata está marcada para começar às 14h (horário de Brasília) e a concentração está acontecendo na Praça de Maio. 

Na praça, importante palco de manifestações públicas no país, já há toda uma estrutura montada para que Moyano faça seu discurso. Desde a madrugada, o local estava tomado por bandeiras de associações, entidades e inclusive de sindicatos dos trabalhadores rurais. O tráfego na avenida 9 de julho já foi interrompido. 

Para a presidente argentina Cristina Kirchner, movimentos como estes têm o objetivo de desestablizar seu governo e, em um discurso proferido nesta terça-feira (26), fez duras críticas ao líder da greve e afirmou que é ela quem decide sobre alterações e melhorias salariais. O assunto passou a ser o principal ponto do debate político no país. 

Em uma nota oficial, Hugo Moyano se defendeu das acusações de Cristina. "Podemos aceitar que alguns setores não compartilhem nossas demandas, mas jamais aceitaremos que nos chamem de desestabilizadores por exercer um direito legítimo de reclamar".  

Essa greve foi convocada meio a negociações de um reajuste dos salários dos trabalhadores do setor, que reivindicava um alta de 30%, porém, conseguiu 25,5%. No entanto, ainda são exigidas mudanças tributárias e nos salários familiares, benefícios concedidos a pais de família. 

Segundo informações de jornais locais, como o El Clarín e o La Nacion, ainda não se sabe quais atividades serão atingidas pela greve, porém, o movimento já está criando uma certa confusão no país.
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário