SP: Preços pagos ao produtor sobem 1,22% na terceira quadrissemana de junho

Publicado em 27/06/2012 16:47 309 exibições
O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), que mede os preços pagos ao produtor rural, subiu 1,22% na terceira quadrissemana de junho, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (IEA/Apta/SAA), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Sem considerar a cana-de-açúcar (de maior peso no cálculo), o índice geral aumenta 1,36%. 

O grupo de produtos de origem vegetal sofreu acréscimo nos preços de 1,06% e, sem incluir a cana, o índice "pula" para 1,12%. Já o grupo de produtos de origem animal apresentou variação positiva de 1,67%. 

As altas mais significativas ocorreram nos preços do tomate para mesa (65,52%), da batata (21,87%), dos ovos (9%), da carne de frango (5,42%) e do arroz (4,99%). 

Nas últimas semanas, as chuvas (inclusive de granizo) reduziram a oferta de tomate para mesa nas regiões produtoras e a colheita de variedades mais valorizadas provocou acentuada elevação de preços, dizem os pesquisadores Luis Henrique Perez, Danton Leonel de Camargo Bini, Eder Pinatti e José Alberto Angelo ([email protected]). 
No caso da batata, chuvas extemporâneas dificultam a colheita do tubérculo e seu transporte ao mercado, associadas à entrada de variedade mais valorizada.   

As quedas mais acentuadas foram observadas nos preços da laranja para mesa (21,86%); da banana nanica (8,67%); do feijão (8,36%); do algodão (5,78%) e da café (4,79%). 

A falta de mercado para laranja de indústria (combinação de grande safra com queda nas exportações e existência de grandes estoques de suco) deixou poucas alternativas ao citricultor, que viu caírem os preços da laranja para mesa. Soma-se a isto a diminuição do consumo in-natura por parte dos consumidores nessa época do ano, com temperaturas mais baixas. 
Tags:
Fonte:
Sec. Agricultura de SP

0 comentário