Em 2013 os Rio Grande do Sul deverá ter a safra de soja mais rentável de sua história

Publicado em 08/07/2012 18:06 758 exibições
por Polibio Braga
RS poderá ter a maior e mais rentável safra de grãos da sua história em 2013

A se confirmar o desembarque do El Niño no ano que vem, a safra de grãos do RS receberá chuvas até acima do necessário.

. Isto significa que em 2012 o Estado colherá a maior safra de todos os tempos – algo como 30 milhões de toneladas.

. Com preços recordes.

- Isto tudo é previsão do diretor da Brasoja Agro, Antonio Sartori.


Chicago continua registrando fortes altas das commodities agrícolas

Os preços das commodities agrícolas estão em forte alta na Bolsa de Chicago e em todos os mercados. Na quinta-feira, em Chicago, o bushel da soja atingiu a sua segunda maior cotação da história, US%$ 16,44. 

. No RS, a saca de 60 quilos da soja disponível chegou a ser negociada esta semana pelo valor de R$ 71,00, o maior da história. Soja que nem foi plantada ainda, para entrega em maio do ano que vem, já é vendida a R$ 60 kgs a saca de 60 quilos.


Porcos cobrirão a Esplanada dos Ministérios, dia 12 

Os suinocultores gaúchos prometem soltar porcos na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, no dia 12.

. O setor suinícola passa por grave crise.

. O ministro da Agricultura, o gaúcho Mendes Filho, trabalha para que as varas continuem confinadas nas pocilgas.


Privatização de água e esgoto no RS: Prefeito de Uruguaiana ataca vanguarda do atraso

Irritado com a fala mansa do quinteto petista liderado pelo deputado Jefferson Fernandes, que buscam o MPE e o MPC para ameaçar com raios e trovões os prefeitos que se atrevem a quebrar o monopólio cruel, ineficaz e reacionário que a Corsan exerce nos serviços de água e esgoto do RS, o prefeito de Uruguaiana, Sanchotene Felice, PSDB,  avisou o seguinte através do editor:

- Privatizamos, sim, porque a Corsan não fazia nada. Vamos universalizar os serviços, sim. E podem vir porque aqui a licitação foi límpida, clara e transparente como um filme de cinema.

. E sobre o apoio do Sindiáguas ao quinteto do atraso, já apoiado pelo procurador Geraldo Da Camino ?

- Ao Sindiáguas interessa a existência da Corsan. Só em reclamatórias trabalhistas, a Corsan gastou 17% do seu orçamento. Foram R$ 200 milhões. 

. São números eloquentes. O que diz disto o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas ? Nada. Como é possível que o TCE não investigue que tipo de gestor possui a Corsan que permite tamanha desordem na sua área de recursos humanos ? Isto é mais dinheiro do que o total investido pela Corsan em água e saneamento em 2011.

. O caso de Uruguaiana, o primeiro município que privatizou água e esgoto no Estado, é 
exemplar e parecido com o que ocorre em todo o RS e em todo o Brasil:

- O município registrava mortalidade infantil de 32 por mil, número igual ao de Biafra. Em menos de três anos, o município alcançará índices de mortalidade infantil igual a dos Países desenvolvidos. 

. As ameaças desencadeadas a partir dos eventos de São Luiz Gonzaga, buscam justificar nova investida contra os administradores municipais modernos do RS, que querem se livrar da camisa de força dos serviços estatais estaduais de água e esgoto. 

- Depois de 250 anos, o governo gaúcho conseguiu coletar apenas 42% dos esgotos e tratar somente 12% dos dejetos. Para universalizar o sistema, são necessários investimentos de R$ 20 bilhões,valor que a Corsan não terá nem em 50 anos de acumulação de dinheiro.


A vanguarda do atraso insiste em ressuscitar a PEC da Água e continuar submetendo o RS ao tratamento medieval de esgotos

No RS, a bancada do PT insiste em resgatar a chamada PEC da Água, tentativa grosseira e atrasada de impor o monopólio estatal estadual da Corsan.

. A PEC da Água foi morta e enterrada por decisão soberana da Assembléia Legislativa, dominada amplamente pelo governo do PT.

. Todos os dados levantados pelo deputado Mano Changes, PP, e aceitos pela maioria dos seus colegas deputados, demonstram que a Corsan não tem condição alguma de levantar recursos para universalizar os serviços de água e esgoto no Estado, mesmo que invista maciçamente nos próximos 20 anos – o que é impossível.

. Os casos de Uruguaiana e de São Gabriel, que se livraram da camisa de força da estatal no ano passado, já são exemplares do sucesso da privatização. 

. Para quem não gosta de empresa privada no negócio e tem condições de bancar os serviços, outra alternativa pode ser o serviço público municipal, como é o caso de Porto Alegre com o Dmae. O Dmae universalizou os serviços de água e até o final deste ano terá elevada a colega e tratamento de esgoto dos atuais 27% para 84%, com a conclusão do projeto intitulado Pisa.

Tags:
Fonte:
Blog Polibio Braga

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário