Seguranças globais de alimento e energia devem ser asseguradas

Publicado em 09/08/2012 14:08 311 exibições
Agricultura brasileira só crescerá com incentivos, tecnologia e sócios e, esse último item, os brasileiros não tem. Por isso não crescem.
Além da segurança alimentar o Congresso da Abag discutiu também a segurança energética do país que está ligada aos biocombustíveis. O primeiro assunto foi discutido no Painel “Brasil como ofertante de alimentos. O que será essencial?” e o segundo no painel “Políticas Públicas e Brasil ofertante de alimentos e energia”.

Do primeiro participaram: o presidente da Monsanto, André Dias; o superintendente Comercial da Cooxupé, Joaquim Libânio Ferreira Leite; o diretor de commodities da BM&F Bovespa, Ivan Wedekin e o presidente do Conselho da ong The Nature Conservancy (TNC), Werner Grau Neto.

Veja a notícia na íntegra no site da Folha do Estado
Tags:
Fonte:
Folha do Estado

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário