Código Florestal: Brasil abre mão de área agrícola do tamanho do Estado de SP

Publicado em 19/10/2012 00:53 e atualizado em 19/10/2012 17:26 2196 exibições
Os numeros sao do proprio Ministerio do Meio Ambiente --por Ciro Siqueira, do blog www.codigoflorestal.com
Entre 25 e 30 milhões de hectares hoje ocupados com algum tipo de produção agrícola devem ser reflorestados para atender às exigências do Novo Código Florestal, segundo estimativas do próprio Ministério do Meio Ambiente.

Código Florestal

Com os vetos feitos por Dilma na MP do Código Florestal brasileiro, publicados em decreto no Diário Oficial da União, a nova lei pode levar à perda de 25 a 30 milhões de hectares hoje ocupados com produção agrícola em todo o país. Perderemos uma área agrícola maior que a do Estado de São Paulo.

Os números são parte de uma estimativa inicial feita pelo próprio Ministério do Meio Ambiente e apresentadas em matéria da Exame.com. Como jornalista urbanóide não liga lé com cré nesse tema do Código Florestal, o portal apresentou o número sem perceber que se trata de destruição de área de produção. 

Segundo o portal Exame, o MMA vem trabalhando nessa estimativa desde a Medida Provisória editada em maio pelo executivo.

Em função da "escadinha" imposta pelo governo parte dessa perda agrícola se dará em pequenos imóveis de até 4 módulos. O setor rural está achando boa essa mudança. Sabem por que?

Porque a lei anterior, defendida com unhas e dentes pelos ecotalibãs, impunha uma perda de área agrícola muito maior. Eles tumultuaram o debate com gritos sobre o o desmatamento na Amazônia quando na verdade tratávamos da parcela de área produtiva que jogaríamos no lixo. O mundo está a beira de uma crise de preço dos alimentos por falta de oferta enquanto o Brasil discute quantos milhões de hectares de área de produtiva será convertido em mato. Isso em um país que tem 61% do seu território coberto com florestas originais.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o número é apenas uma estimativa inicial. O tamanho real da área de produção que deverá ser perdida para o mato somente será conhecido depois que todos os proprietários rurais do país realizarem o Cadastro Ambienta Rural. O número pode ser ainda maior.
Tags:
Fonte:
Blog codigoflorestal.com

8 comentários

  • Flavio Schirmann Formigueiro - RS

    O custo de tudo isto com "certeza" será incorporado ao preço dos produtos, para ser pago pelos consumidores,uma vez que o produtor já está endividado por produzir comida abaixo do custo de produção???

    0
  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    ei ELSIO ANTONIO DE UBERABA MG como e mesmo o nome dela HUGO CHAVES DE VESTIDO essa e boa e pensar que e sua contrrania KKKKKKKK, te cuida tigrada por que e so o começo.como dizem aqui no sul no essa pra acaba com o che do leite,alias ela fez umas plasticas ta toda bonita acho que ela quer arranjar um namorado com uma comdiçao;e ela quem manda. KKKKKKK

    0
  • salvador reis neto Santa Tereza do Oeste - PR

    com ou sem reserva lega muitos comtinuam passando fome e quem ja averbou como e o meu caso sofreu no começo mas se adaptou e comtinua tocamdo a vida.de uma coisa tenho certesa nao somos nos os agricultores que poluimos o meio ambiente e sim a populaçao urbana basta ver os rios nas grandes cidades jogam de tudo de garrrafa pet a sofa velho e ate galadeira sem falar nos esgotos a ceu abertos e tudo vai parar nos rios e mananciais e as favelas nas encostas, um barraco em cima do outro e qumdo chove vem tudo a baixo, so faltam dizer que quamdo chove demais e desmorona tudo e morre um punhado de gente a culpa tambem e do agricultor.nao vao demorar muito pra todo mundo ver que e o verdadeiro culpado pela degradaçao do meio ambiente nao somos nos os agricultores, alias na minha propiedade quem polui e os pescadores da cidade que nos fim de semana mesmo sem a minha autorisaçao envadem para pescar trasem o litrao de pimga,a latinha de cervja,os pacotes de linguicinha,etc,comen bebem e largam todo o lixo por la e sou eu que depois passa recolhemdo tudo com medo de uma hora dessas levar uma multa.

    0
  • Celso de Almeida Gaudencio Londrina - PR

    Na prática, muitos deverão consultar um advogado antes de aderir ao cadastramento e de se comprometer com o impossível de realizar, sujeitos ao rigor da lei de punição ambiental. Aqueles que estavam quites com a lei tornam-se ilegais, quando exigem absurdamente o perímetro de localização geográfico da proteção florestal e não os ditames normais, no momento da averbação.

    0
  • Antonio Nascimento campo mourão - PR

    Não adianta ficar chovendo sobre o molhado! Isso tudo é jogo marcado há muito tempo, consenso onde? Toda pesquisa, debates etc , resumido em uma canetada(2),GREVE agricola das antigas pra que?fechar estradas só traria opinião negativa. Temos sim que demostrar o nosso PESO economico, botar o pé no freio na nossa gastança e investimentos e bloquear as vendas ou diminuir. Seria um bom recado, já que ela gosta de faze-lo por escrito.

    0
  • Laércio Arruda DOURADOS - MS

    Não se pode tratar o meio ambiente como se fosse responsável por ter ou não comida. Acredito que não vamos perder área produtiva, essas áreas desde o código florestal de 1965, DEVERIAM, E MUITAS ESTÃO AVERBADAS FALSAMENTE EM CARTÓRIOS como reserva, protegidas por florestas. A piada de que faltará alimento não tem graça, pois se fosse assim não teríamos milhões de pessoas ainda passando fome e no Brasil. Vamos parar com defesas hipócritas e corporativistas. Todos somos seres humanos e precisamos de em ambiente equilibrado e saudável a plena sobrevida. Estou enganado?

    0
  • Vacir P. DeOliveira olathe ks usa - MG

    Meu pobre "brazil" completamente dominado por organisacoes internacionais. Politicos mediocres e gentinha de miolo mole.

    0
  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    eu espero que este tipo de gente tenha falta de comida na mesa un dia

    0