Sementeiros brasileiros vão à China por liberação de novos produtos agrícolas

Publicado em 15/05/2013 12:43 581 exibições

A diretoria da Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja (Abrass) participou, durante uma semana, de discussões na China a convite do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e defendeu a liberação de eventos biotecnológicos por parte daquele país e de investimentos fundamentais para a competitividade do agronegócio brasileiro. Segundo entidades do setor, a demora do governo chinês na aprovação de novas tecnologias específicas para as culturas de soja e milho tem resultado em perda de competitividade para as cadeias dessas culturas no Brasil.

Leia a notícia na íntegra no site do Globo Rural

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário