Refúgio: Wanderlei Guerra, do MAPA/MT, denuncia no Face ameaça de censura

Publicado em 20/06/2014 18:26 e atualizado em 21/06/2014 10:06 1403 exibições
O Coordenador da Comissão de Defesa Vegetal do Ministério da Agricultura, Wanderlei Dias Guerra, responsável pela defesa vegetal no MT, postou no facebook, nesta sexta-feira, denúncia de que estaria sendo censurado depois que se posicionou contra as decisões que estão sendo tomadas pelo MAPA na questão do refúgio. Wanderlei cita que as pressões pretendem proibir que ele conceda novas entrevistas sobre o assunto.

A polemica sobre o tamanho de refugio que as lavouras que usam tecnologias  BT(transgenicos) envolvem grandes somas de lucros ou prejuizos para as empresas de alta tecnologia. As pressões atingem pesquisadores que defendem a necessidade de as áreas de plantios reservarem 50% ou mais com variedades não-BT -- exatamente para salvar a eficiencia dessas tecnologias - pois várias cultivares já perderam seu fator de resistencia às mariposas (lagartas).

Em reunião em Brasília nesta semana ficou claro que o Mapa deverá seguir normativas que estão em linha com as defendidas pela Monsanto, que insiste que as áreas de refúgio nao devem passar de 5 a 20% da área. Já pesquisadores da Embrapa, como a unidade de milho e sorgo de Tres Lagoas e do Cenargem (Embrapa de Brasília) vem insistentemente defendendo a meta de 50% por entenderem  que a agricultura brasileira está sob risco de ver surgir novas super-pragas resistentes a todo tipo de defensivo existente no País ou conhecido pela ciência.

Várias instituições estão entrando e se posicionando neste quesito - o do tamanho do refúgio. A voz mais contundente dentro do Governo (MAPA) estava sendo do pesquisador Wanderlei Guerra, que agora relata ser vítima de pressões. Acompanhe sua denúncia/apelo no "face""  desta tarde de sexta-feira:

"Wanderlei Dias Guerra compartilhou um link.

há 4 horas próximo a Cuiabá
Amigos produtores rurais, engenheiros agrônomos, técnicos, jornalistas, público em geral que se interessa pelos assuntos relacionados à Defesa Sanitária Vegetal de Mato Grosso e do Brasil. 
Acabei de receber um telefonema da Secretaria de Defesa Agropecuária a SDA do Ministério da Agricultura em Brasília, órgão em que trabalho como Fiscal Federal Agropecuário, lotado na Superintendência Federal em Mato Grosso. O assunto: ESTOU PROIBIDO de CONCEDER ENTREVISTAS! 
Solicitei ao interlocutor que falava pelo Secretário da SDA que me envie a recomendação/proibição por escrito.
Não quero aqui tecer comentários ou questionar sobre as razões que levou a direção do MAPA a tomar esta atitude, só não quero encará-la com uma CENSURA. 
Estou certo que, até agora dei minha contribuição para com o assunto e, espero, todos compreendam a razão de não mais me verem, lerem ou ouvirem nas mídias! Espero ainda que os posts que público aqui no meu Facebook não sejam também PROIBIDOS. 
Informo apenas que continuarei com minha função principal, voltada para os interesses maiores da agricultura brasileira, o que inclui o incentivo e participação, dentre outros temas relevantes, ao debate à questão da soja safrinha e refúgio visando a preservação da tecnologia Bt, assuntos que considero como de Segurança Nacional, portanto de interesse do povo brasileiro!
Para que quiser "julgar" o que tenho falado, por favor olhem neste link ou digitem meu nome por extenso no Google! Ajudem-me a entender as razões!!!

http://www.noticiasagricolas.com.br/videos/entrevistas/?busca=Wanderlei+dias+guerra

Tags:
Fonte:
Redacao NA

0 comentário