Visita de Dilma e Lula a Montes Claros (MG) tem momentos de tensão

Publicado em 03/08/2014 08:28 e atualizado em 03/08/2014 18:28 1505 exibições
Lula e Dilma, que sempre costumam sair dos hotéis pela porta da frente, para cumprimentar simpatizantes, desta vez saíram pela garagem, em veículos com vidros fechados e com apoio dos policiais de choque.
A viagem de campanha da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à cidade de Montes Claros, no norte de Minas Gerais, teve momentos de tensão na noite desta sexta-feira quando militantes petistas e universitários se colocaram uns contra os outros em frente ao hotel da comitiva petista. Não houve violência física, mas muito bate-boca, causando preocupação para a segurança presidencial e assessores do governo.
Enquanto os estudantes gritavam "fora Dilma", os petistas bradavam "fora burguesia". Um grupo de choque da Polícia Militar de Minas Gerais foi chamado para evitar um confronto. Durante a confusão, os petistas chamaram os estudantes de "filhos do Prouni", reconhecendo que nem todos que ali protestavam contra a presidente eram de famílias ricas.
Lula e Dilma, que sempre costumam sair dos hotéis pela porta da frente, para cumprimentar simpatizantes, desta vez saíram pela garagem, em veículos com vidros fechados e com apoio dos policiais de choque.
PUBLICADO EM 01/08/14 - 20h53

Na FOLHA: Lula reclama de falta de diálogo com Dilma sobre rumos de campanha

POR PAINEL
03/08/14  02:00

Linha cruzada Lula tem reclamado de ruídos na relação com Dilma Rousseff (PT) nesta primeira fase da corrida ao Planalto. O ex-presidente disse a aliados que a sucessora tem dado pouca atenção a suas sugestões sobre os rumos da campanha e que perdeu espaço na definição da estratégia adotada pela petista. Lula reclamou que tem tido poucas oportunidades para conversar a sós com Dilma. Por isso, disse que deve se limitar a pedir votos nas ruas e na TV, sem interferir no discurso da candidata.

De cima… Em uma estratégia casada com Dilma, Fernando Pimentel (PT) vai reforçar seus ataques a Aécio Neves (PSDB) na campanha pelo governo de Minas.

…para baixo O objetivo é reforçar a polarização no Estado e evitar que o presidenciável transfira votos para Pimenta da Veiga (PSDB).

Retaguarda Aécio tem viagens programadas ao Paraná e a Santa Catarina na próxima semana. A campanha tucana observou que a avaliação negativa do governo Dilma caiu na região Sul nos últimos meses.

Fonte seca Deputados candidatos à reeleição sofrem para conseguir doações de empresas. Um dirigente de banco privado em São Paulo conta, “sem exagero”, que recebeu “mais de 50 ligações” de um congressista desde o início do mês passado.

É débito? Autoridades que visitaram o Templo de Salomão, da Igreja Universal, se disseram impressionadas ao ver uma mesa cheia de máquinas de cartão de crédito. As engenhocas são usadas para arrecadar o dízimo eletrônico dos fiéis.

apode0308painell

‌Ecos do passado Repórteres japoneses que cobriam a visita do primeiro-ministro Shinzo Abe a Brasília, na última sexta-feira, queriam saber se o chinês Xi Jinping teve mais pompa em sua passagem pela capital. As relações entre os dois países são historicamente tensas.

Programa Livre A apresentação que Eduardo Campos e Marina Silva farão do programa de governo do PSB terá a plateia preenchida por jovens —público em que a dupla enxerga maior potencial de crescimento. A ideia é que os convidados façam intervenções durante o evento.

Outro Skaf Michel Temer combinou com deputados do PMDB gaúcho que vai criar um comitê “paralelo” de apoio a Dilma no Estado. O candidato da sigla, José Ivo Sartori, é aliado de Campos.

Obra apócrifa O governo Geraldo Alckmin (PSDB) ficou furioso com a discrição das placas com o logo da administração paulista nas obras da linha da CPTM que chegará ao aeroporto de Guarulhos. A equipe foi cobrada pela falta de assinatura.

Trailer Com a vantagem de José Roberto Arruda (PR) nas pesquisas do Distrito Federal, a equipe de Agnelo Queiroz avisou à cúpula do PT que vai explorar o vídeo em que o ex-governador aparece recebendo propina.

Guerrilha A gravação deve ser usada inicialmente nas redes sociais, mas pode ir para as inserções na TV no futuro. Pesquisas petistas apontam que o eleitor de Arruda “se envergonha” quando confrontado com o vídeo.

VEJA revela a trama criminosa que fraudou a CPI da Petrobras para livrar o governo Dilma de mais escândalos bilionários

Tags:
Fonte:
www.otempo.com.br + Folha

0 comentário