Canola e cevada estão com bom desenvolvimento no Rio Grande do Sul

Publicado em 18/08/2014 11:04 236 exibições

As atuais condições meteorológicas têm beneficiado as lavouras de canola e cevada no Rio Grande do Sul, conforme informações divulgadas pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (14/08). Os dias têm se apresentado com boa luminosidade e temperaturas adequadas, possibilitando um bom desenvolvimento das plantas. A canola está em floração, período considerado crítico, pois a cultura não tolera geada. No momento, os produtores estão realizando o monitoramento da lavoura, trabalho fundamental para evitar perdas por pragas e doenças. 

Já as áreas de cevada implantadas no Norte do Estado se encontram em fase de perfilhamento, com bom stand de lavouras, decorrente das boas condições climáticas dos últimos períodos. Segundo dados do Informativo Conjuntural elaborado pela Emater/RS-Ascar, pela atual condição de campo, estima-se que a produtividade seja muito boa, podendo ficar acima das três toneladas por hectare. 

Devido à ocorrência de chuvas mais regulares nas últimas semanas, à boa radiação solar e à aplicação de adubação nitrogenada em cobertura, realizada com mais frequência pelos produtores, o aspecto geral das lavouras de trigo está se normalizando, porém ainda com atraso na evolução. Atualmente, a cultura encontra-se em pleno perfilhamento, com apenas 2% das lavouras em início de floração. Esta fase está sendo beneficiada pelas baixas temperaturas. No momento, o que está preocupando os triticultores é o preço, que continua em queda e sem liquidez, pois o mercado está sendo abastecido pelas importações e influenciado pela proximidade da colheita do Paraná. Na semana, a saca de 60 kg teve nova queda no preço médio pago ao produtor, que passou para R$ 27,62, menos 1,07% em relação ao preço anterior. 

Com relação à safra de citros, este ano está havendo a antecipação da maturação das frutas, em função da ocorrência de temperaturas amenas durante o inverno, o que tem proporcionado maior acúmulo de graus-dia, o fator que determina a maturação. As laranjas e bergamotas colhidas no Vale do Caí, estão com muito boa qualidade, intensa coloração e sabor equilibrado entre teor de açúcar e acidez. Além da colheita, os citricultores realizam tratamentos para o controle da mosca das frutas e de doenças nos pomares. A bergamota Ponkan tem as últimas frutas colhidas, atingindo já 95% da colheita; a Pareci já está com 80 % das frutas colhidas; e a Montenegrina está em início de colheita, com percentual de 15% das frutas colhidas. Estão em início de colheita a laranja Céu Tardia, laranja sem acidez, com 25% das frutas colhidas, e a Umbigo Monte Parnaso, com 10% das frutas colhidas 

A falta de horas de frio (soma de horas com temperatura abaixo de 7,2ºC) e o excesso de chuvas estão levando ao abortamento das gemas florais dos pessegueiros, o que já preocupa os produtores da Região Sul. Isso também está causando o florescimento irregular, principalmente entre as cultivares mais precoces, mas ainda não permitindo uma avaliação precisa de quebra de safra. Há preocupação com a possibilidade de ocorrência de geadas tardias, visto que as plantas estão em plena floração. 

No Litoral Norte, a cultura do tomate tem sido bastante favorecida pelo clima ameno, o que está deixando os produtores satisfeitos. Porém, o aumento da produção em função da época propícia, fez com que os preços baixassem no mercado. O excesso de chuva das duas últimas semanas impactou no desenvolvimento da cultura. 

Para os apicultores, esse é um período de preparação para a produção de mel da primavera. Nesta época do ano, os criadores estão realizando a limpeza das melgueiras e colmeias, raspagem de própolis e troca de cera dos caixilhos, assim como a reforma das caixas. Os enxames estão sendo estimulados pela entrada natural de néctar e pólen nas colmeias, provocada pela floração de algumas espécies no inverno. 

Tags:
Fonte:
Emater RS

1 comentário

  • Rubenson Antônio Assinck Santa Bárbara do Sul - RS

    Aqui em Santa Barbara do Sul-RS minha lavoura de canola foi afetada pela geada do ultimo dia 14.

    0