Com reajuste do frete em 12%, caminhoneiros liberam acesso ao porto de Rio Grande

Publicado em 04/03/2015 08:05
244 exibições

Espalhados ao longo dos principais pátios e acessos do porto de Rio Grande, no sul do Estado, cerca de 200 caminhoneiros autônomos – desvinculados de sindicatos e ligados ao movimento nacional da categoria – comandaram o bloqueio do terminal pelo WhatsApp e Facebook. A ação só terminou nesta terça-feira graças a um acordo com empresas transportadoras, que aceitaram reajustar o valor do frete em 12%.

Às 13h, os manifestantes liberaram o fluxo com uma condição: de que o novo preço entra em vigor na manhã desta quarta-feira. Eles prometeram fiscalizar as operações e trancar novamente se a decisão for desrespeitada.

Um dos líderes dos caminhoneiros autônomos em Rio Grande, Giovani Gomes ressalta que está havendo uma trégua, pelo menos até o dia 10 de março. Nessa data, o governo federal irá discutir reivindicações da categoria, como a carga de trabalho e o excesso de peso nos veículos. Gomes deixa claro que, se a reunião em Brasília não for positiva, novos atos ocorrerão.

Leia a notícia na íntegra no site do Zero Hora

Tags:
Fonte: Zero Hora

1 comentário

  • Guilherme Frederico Lamb Assis - SP

    O frete sobe 12% para compensar a inflação causada pela governo gastador, pela carga tributaria e pela burocracia.

    Frete subiu mas isso será repasso diretamente nos produtos e serviços, em breve tudo tera nova alta em função desse novo aumento no custo, inclusive o custo dos caminhoneiros e o custo e vida de suas famílias.

    Esse reajuste é uma mero placebo para o setor de transportes, uma grande farsa.

    De nada muda a raiz do problema que é o custo causado pelos impostos, burocracia e corrupção estatal.

    E com isso todos os outros setores serão atingidos diretamente por essa alta, mais inflação.

    Sem atacar a causa, o problema nunca sera resolvido, os efeitos não serão eliminados.

    0