Agronegócio em Minas não foi contaminado pela crise econômica

Publicado em 02/01/2017 13:30 e atualizado em 02/01/2017 14:11
93 exibições

O agronegócio colheu bons frutos no ano passado, ao contrário do que ocorreu nos outros setores da economia. Prova disso pode ser conferida na última estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária mineira. De acordo com balanço da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), o PIB do campo em Minas, em 2016, deve movimentar R$ 197,15 bilhões e crescer 5,18% frente ao registrado em 2015. O resultado é bem melhor que o esperado para a economia brasileira. De acordo com expectativas oficiais do governo, o PIB do país deve ter caído cerca de 3,5% no decorrer do ano passado.
 

Segundo a Faemg, os produtos agrícolas foram a âncora do agronegócio em 2016. Eles foram responsáveis por 53,8% do PIB do agronegócio do estado, gerando R$ 106,03 bilhões, com crescimento de 12,98% em relação ao ano anterior. Com 46,2% do PIB do agronegócio do estado, a pecuária, por sua vez, não teve resultados tão positivos: deve recuar 2,64% e faturar R$ 91,12 bilhões. “Apesar de todos os percalços, dos problemas políticos e econômicos, tivemos um ano produtivo, de muito trabalho e conseguimos fazer com que o agronegócio de Minas continuasse crescendo, sustentado pela agricultura”, disse o presidente da Faemg Roberto Simões.

Leia a notícia na íntegra no site do jornal Estado de Minas

Tags:
Fonte:
Estado de Minas

0 comentário