Nota oficial da Associação de Novilho Precoce (MS) sobre o enredo da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense

Publicado em 10/01/2017 14:37
199 exibições

A Associação Sul-Matogrossense de Produtores de Novilho Precoce, vem a público manifestar seu posicionamento quanto ao enredo escolhido pela G.R.E.S Imperatriz Leopoldinense para o carnaval de 2017. 

Este referido tema está causando muita indignação em nosso setor que é o Agronegócio, pois a Escola traz em algumas alas o tema “Fazendeiros e seus Agrotóxicos” e colocando no desmatamento um único culpado, nós produtores rurais. Esses velhos discursos de ONGs e Ambientalistas não cabe mais, pois temos as leis mais severas do mundo quanto ao desmatamento (Região Amazônica, por exemplo, só pode desmatar 20% da área) e os agrotóxicos utilizados são todos liberados pelo Ministério da Agricultura e totalmente utilizados sob rigorosos procedimentos e fiscalização.

Colocar os produtores como vilões e os índios como defensores da floresta é no mínimo falta de conhecimento sobre a realidade brasileira. Existe sim desmatamento ilegal realizado por bandidos e não produtores. Bandidos em todos os ramos, sendo combatidos pela polícia e órgãos do Governo.

Quem mais cuida do meio ambiente hoje, somos nós produtores rurais, pois se não cuidarmos seremos os primeiros a perder. Cuidar do solo, da água e das matas ciliares é a nossa maior preocupação, pois sem isso, não conseguimos produzir nem para sustentar nossas famílias, quanto mais para alimentar esse imenso país e boa parte do mundo. O Brasil é um dos maiores produtores de alimentos do mundo e seus produtores tachados de vilões do planeta.

Infelizmente esse enredo vem abordar de forma desnecessária esse tema, para um público que pode fazer uma interpretação errada do assunto, além de prejudicar esses grandes trabalhadores que todos os dias colocam comida na mesa do povo brasileiro, isso sem falar das roupas, do papel, da borracha, etc...

Esperamos que a comunicação e suas distorções fossem corrigidas a tempo, antes de trazer prejuízos e estragar a linda festa brasileira que é o carnaval.

Campo Grande, 10 de janeiro de 2017

Associação Sul-Matogrossense de Produtores de Novilho Precoce

Fonte: Novilho Precoce MS

0 comentário