Aiba rebate críticas de escola de samba ao agronegócio

Publicado em 12/01/2017 12:44
143 exibições

A Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) repudia veementemente o samba enredo da agremiação carioca Imperatriz Leopoldinense, para Carnaval de 2017 do Rio de Janeiro, onde os produtores rurais são apresentados de forma equivocada, com adjetivos pejorativos e ofensas gratuitas.

A Aiba atribui a iniciativa ao total desconhecimento, por parte dos autores da letra, da realidade e da rotina do homem do campo, que trabalha de sol a sol para garantir a segurança alimentar da nação, além de transformar vidas, gerando emprego e renda.

A Aiba considera justa a homenagem ao Parque Nacional do Xingu, mas lamenta a visão deturpada dos sambistas. A Associação esclarece, ainda, que o agronegócio brasileiro cumpre uma das leis ambientais mais severas do mundo, e que a atividade tem avançado cada vez mais no quesito sustentabilidade.

Diante disso, a entidade convida os letristas do samba enredo, bem como todos que comungam do mesmo pensamento, a saírem do conforto da cidade e ir a campo conhecer um pouco mais sobre o segmento que tem contribuído para o desenvolvimento do país, sendo o principal responsável por movimentar a economia em um ano de crise.

Confira mais informações:

>> Lideranças do agro repudiam samba enredo da Imperatriz Leopoldinense

Fonte: Aiba

0 comentário