Sementes Aurora pede recuperação judicial

Publicado em 22/10/2018 17:26
811 exibições

 Com um histórico forte no mercado do agronegócio Brasileiro, atuante há mais de 35 anos no setor de sementes de soja (em grande parte do Mato Grosso e região), a Sementes Aurora, na Figura do produtor Rural Nilson Muller, pede recuperação judicial para renegociar suas dívidas que chegam a soma de R$ 150 milhões de reais. “Agora o Produtor precisa se voltar para a sua operação, conhecer seus custos e melhorar o planejamento. Com isso, renegociaremos suas dívidas para realmente caber na sua nova capacidade de pagamento”, comenta Douglas Duek, CEO da Quist investimentos, que assessora a empresa com sua divisão Agro, em conjunto com a DASA Advogados.

A Empresa, com sede da sua operação em Alto da Garças/MT, já obteve faturamento anual de R$ 120 milhões, sofreu com a crise nos últimos anos com quedas de 40% no ano de 2017/2018, acumulando dívidas e impossibilitando o pagamento dos credores nesse momento. Entre eles, estão: Banco Santander, Banco PAN, Banco John Deere e o Fundo Ecoagro. “O produtor rural, em sua maioria, desconhece as ferramentas da lei que podem lhe ajudar, como é o caso da Sementes Aurora. A recuperação judicial, por exemplo, se encaixa perfeitamente e deveria ser diagnosticada antes. O produtor precisa antes de tudo manter suas operações para arcar com seus compromissos” afirma Dr. Carlos Deneszczuk – Sócio da DASA Advogados.

Tags:
Fonte: Sementes Aurora

Nenhum comentário