Dedicação vencedora: Conheça os vencedores do Desafio de Máxima Produtividade CESB

Publicado em 13/12/2018 10:13 e atualizado em 13/12/2018 14:05
1728 exibições

Há dez anos Gabriel Bonato divide com o pai, Egídio, a gestão de uma área de 116 hectares, na cidade de Pontão (RS). Na fazenda Egídio Bonato & Família, além da soja são cultivados milho, trigo e aveia no esquema de sucessão em rotação de culturas e a agricultura de precisão é a principal tecnologia utilizada pelos agricultores, com análise química e física de solo anual e correção de nutrientes sempre que necessário.

Foi praticando esse cuidado diário que trouxe a conquista do Desafio de Máxima Produtividade CESB (Comitê Estratégico Soja Brasil) 2018, nas categorias Sul e Nacional. O talhão de 2,57 hectares, atingiu a produtividade de 127,01 sacas por hectare, 130% superior à média nacional de 55 sc/ha. “No ano passado havíamos participado de um concurso regional e também tivemos um excelente desempenho, que nos rendeu o primeiro lugar”, comenta Gabriel. O estímulo para participar, pela primeira vez, do Desafio do CESB veio da equipe BASF, pelo atendimento de Ricardo Freitas e Eduardo Augusto Oliveira. “Há seis anos o talhão escolhido para o Desafio vinha sendo trabalhado de maneira diferenciada, recebendo manejo especial e apresentado potencial produtivo bem alto em relação ao restante da propriedade. E para esse tipo de performance, precisamos manter as plantas sadias. É aí que entra a parceria que temos com a BASF”, explica o produtor.

As soluções da empresa alemã entraram desde o início do ciclo produtivo. A proteção das sementes foi feita com o inseticida e fungicida Standak® Top, afim de evitar o ataque de pragas e doenças do solo nos estágios mais frágeis da planta de soja. A aplicação do Nomolt® 150 impediu a ação de lagartas, tanto no começo do desenvolvimento das plantas (V6/V7) quanto já na fase das vagens (R5). Nesse período, entre o crescimento e a produção dos grãos, também foi aplicado  os fungicidas Ativum® e Versatilis®. “Nessa região, temos um clima propício para ocorrência de alta pressão da ferrugem asiática. E este é nosso maior desafio para manter as plantas saudáveis”, enfatiza Gabriel.

A preocupação não é à toa, já que a doença, se não for controlada corretamente, pode causar redução de produtividade de até 80% nas lavouras. “Somos uma empresa de inovação e é nossa responsabilidade indicar a melhor utilização e o número correto de aplicações dos defensivos agrícolas. Mas também há a participação do agricultor nesse processo para alcançar os resultados desejados. É uma responsabilidade conjunta”, reforça Hélio Cabral Costa, gerente de Marketing Proteção de Cultivos/Soja da BASF. “Cada vez mais nos dedicamos à qualidade do manejo nas fazendas de nossos parceiros. O Gabriel utilizou nosso portfólio, seguindo corretamente as orientações. E, o que é mais importante, teve retorno financeiro”, acrescenta.

Para os Bonatos, a oportunidade de participar e se destacar no Desafio de Máxima Produtividade CESB é mais um incentivo para continuar inovando. “É uma forma de provocar você mesmo a buscar melhores resultados a cada safra e a investir cada vez mais em tecnologia, que é tudo para nós. Afinal, podemos até fazer nossa parte bem-feita, mas sem tecnologia – desde a genética das sementes até os insumos – é difícil se superar.”

Andef

Uso exclusivamente agrícola. Aplique somente as doses recomendadas. Descarte corretamente as embalagens e restos de produtos. Incluir outros métodos de controle do programa do Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponíveis e apropriados.

Restrições temporárias no estado do Paraná:  Standak® Top para os alvos Colletotrichum gossypii, Fusarium oxysporum f.sp. vasinfectum e Lasiodiplodia theobromae em Algodão, Pythium spp. em Milho e em Trigo, Alternaria alternata, Aspergillus spp., Colletotrichum graminicola, Fusarium moniliforme, Penicillium spp., Phoma spp. e Pythium spp. em Sorgo. Registro MAPA: Standak® Top nº 01209. Ativum® nº 11216; Nomolt® 150 nº 01393; Versatilis® nº 001188593.

>> Clique AQUI e saiba mais

Tags:
Fonte: BASF

Nenhum comentário