Cursos do Senar beneficiam produtores rurais indígenas de Roraima

Publicado em 02/05/2019 11:40
42 exibições

Depois de aplicar os conhecimentos adquiridos nos cursos do Senar, a produtora rural Ana Luiza Bentes Cadete sentiu a melhora nos processos e na organização de seu sítio, na comunidade indígena de Manoá, no município de Bonfim, que fica a 96 quilômetros da capital de Roraima, Boa Vista.

Aos 32 anos, Ana Luiza investe na criação de galinha, porco, carneiro e também produz farinha de mandioca. Toda a produção é comercializada na comunidade indígena.

Para incrementar a renda, ela também montou uma loja para vender produtos de limpeza e itens de utilidades domésticas que leva de Boa Vista para facilitar o acesso dos indígenas aos produtos.

As ferramentas de gestão que Ana Luiza aprendeu em 2016, durante o programa Negócio Certo Rural, contribuíram para que ela colocasse em prática algumas ferramentas de gestão.

O NCR é desenvolvido em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

“Após participar do NCR, eu aprendi a administrar o dinheiro e comercializar melhor os animais. Hoje, isso faz a grande diferença. Eu aprendi a administrar o capital gerado na minha propriedade graças aos cursos do Senar”, afirmou Ana Luiza.

Antes do NCR, a produtora rural já havia participado de outras capacitações do Senar. Em 2008, junto com outras mulheres de origem macuxi, Ana Luiza aprendeu técnicas de preparação do pão no curso de Panificação do Senar Roraima.

Em seguida, foi a vez do treinamento de Produção de Alimentos Caseiros beneficiar as mulheres de sua comunidade indígena. “Sempre gostei de fazer bolos e doces. Aprender a produzir doces utilizando a casca de frutas e aproveitando outros alimentos foi muito importante”, destacou.

Ana Luiza não parou por aí. No início deste ano, ela foi aprovada no processo seletivo do curso Técnico em Agronegócio do Senar.

Tags:
Fonte: CNA

Nenhum comentário