Briga entre EUA e China e peste suína podem favorecer empresas brasileiras de alimentos

Publicado em 03/06/2019 09:57
175 exibições

A guerra comercial entre Estados Unidos e China e a peste suína podem representar oportunidades de expansão para empresas brasileiras de alimentos.

Analistas, no entanto, alertam que uma possível desaceleração da economia chinesa pode impactar as exportações do setor. Movimentos de fusão e aquisição, como a intenção anunciada pela BRF e Marfrig também são pontos que devem adicionar volatilidade às ações do setor.

"De forma intuitiva tanto a guerra comercial quanto a peste suína parecem positivas, pois em tese, abrem a possibilidade de aumento do volume de negócios para as exportadoras brasileiras", avalia o analista Victor Martins, da Planner Corretora. É preciso acompanhar os desdobramentos, diz.

Para o analista André Ferreira da MyCap, o agravamento da peste suína na China tem feito o mercado internacional voltar os olhos para o mercado brasileiro, contribuindo para um aumento das exportações, assim como dos preços. "O cenário segue positivo porque a demanda por proteína animal ainda vai aumentar, já que é esperada uma queda superior a 30% da produção chinesa por consequências da doença", afirma.

Leia a notícia na íntegra no site Infomoney com informações do Estadão Conteúdo.

Tags:
Fonte: Infomoney + Estadão Conteúdo

0 comentário