CNA solicita ampliação de recursos do FCO para o agro

Publicado em 15/10/2021 16:27 64 exibições

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) solicitou à Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) a ampliação, ainda este ano, dos recursos ofertados ao setor agropecuário por meio do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO).

Em reunião na sexta (15) com o superintendente Nelson Fraga, o diretor técnico da CNA, Bruno Lucchi, e a assessora técnica de Política Agrícola, Fernanda Schwantes, afirmaram que o pedido é em função da alta demanda do setor por recursos para investimentos e do comprometimento dos recursos inicialmente programados para o setor.

Eles também discutiram ações estruturantes para a otimização dos recursos a partir de 2022, como prioridades nos investimentos para o setor, modernização nas solicitações de financiamento pelos produtores e maior transparência dos dados nas concessões de crédito rural com recursos do Fundo.

Segundo a Sudeco, para 2021 a previsão era aplicar R$ 6,8 bilhões para todos os setores, mas uma reprogramação orçamentária poderá elevar esse volume de recursos no último trimestre do ano.

A Confederação solicitou à Sudeco que revise a alocação de recursos para o agronegócio, com base em um levantamento realizado com as federações do Centro-Oeste.

Segundo Lucchi, a demanda por investimentos está bastante elevada na região, especialmente nos setores prioritários para o fundo, como projetos de irrigação, armazenagem e fontes alternativas de energia, como eólica, solar, biogás e biomassa.

O FCO foi criado pela Lei n.º 7.827/1989 e contribui para o desenvolvimento econômico e social do Centro-Oeste, por meio da execução de programas de financiamento aos setores produtivos, prioritariamente aos pequenos produtores rurais e microempreendedores individuais, micro e pequenas empresas.

Os recursos do Fundo são provenientes de repasses do Tesouro Nacional (de uma parcela da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados), do retorno das aplicações anteriores e sua remuneração e de disponibilidade anteriores não aplicadas.

O tema será pauta de uma próxima reunião entre a CNA, as Federações da região e a Sudeco para definir o recurso adicional que poderá ser alocado ao setor ainda esse ano.

Tags:
Fonte:
CNA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário