Commodities e taxa de câmbio garantem rentabilidade à agricultura nacional

Publicado em 18/11/2021 10:23 101 exibições
IPCF de outubro tem ligeiro aumento em comparação ao mês anterior

Os preços internacionais das commodities agrícolas e a taxa de câmbio atual impulsionaram a rentabilidade positiva nas principais lavouras brasileiras em outubro. Os dados influenciam o otimismo no campo, que prevê recorde de área plantada e tecnologia aplicada na safra 21/22. Esse maior investimento na lavoura foi um dos fatores que impactou o Índice de Poder de Compra de Fertilizantes (IPCF) de outubro. O indicador ficou em 1,50, ligeiramente maior ao registrado em setembro (1,26).

O IPCF é divulgado mensalmente pela Mosaic Fertilizantes, que analisa mensalmente a relação entre valores das commodities, preços dos adubos e taxa cambial. O principal fator para a alta em outubro continua sendo o próprio cenário de fertilizantes, que segue apresentando um balanço apertado de oferta e demanda global, além de recentes incrementos de custos de produção por questões macroeconômicas, como gás natural e petróleo.

Já o preço das commodities agrícolas, outro dado que impacta o IPCF, apresentou leve queda por força do início da safra de verão de grãos. Atualmente há a influência da isenção de impostos para importação de milho, prevista para se manter até o final do ano para equilibrar a oferta deste produto no mercado, principalmente para o abastecimento da produção animal. A entrada de milho sem taxação no Brasil reduz o preço e pressiona a queda do valor das commodities, que também compõe o índice.

O cenário atual é favorável e o agricultor deve investir, cada vez mais, no emprego de compostos destinados a ganhos de produtividade, como a fertilização de performance, que confere incrementos numéricos positivos. Somando-se aos bons preços das commodities agrícolas, a rentabilidade pode gerar expressivo ganho adicional, se equiparando aos bons números de 2019 e 2020.

Tags:
Fonte:
Mosaic Fertilizantes

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário