Minas Gerais: Rede Laboratorial do IMA realiza mais de 12 mil análises em 2021

Publicado em 26/01/2022 13:30 20 exibições
Laboratórios analisam amostras da indústria e de propriedades rurais

A Rede Laboratorial do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), realizou, de janeiro a dezembro de 2021, mais de 12 mil análises de apoio à fiscalização agropecuária. Os laboratórios analisam amostras de produtos agropecuários provenientes da indústria e de propriedades rurais em todo o estado.

Segundo a gerente da Rede Laboratorial do IMA, Eliane Hooper, os diagnósticos e análises estão relacionados à qualidade de produtos e insumos agropecuários e aos serviços de defesa sanitária, fiscalização, inspeção e certificação. “São realizadas análises de rotina e levantamentos epidemiológicos, oferecendo suporte técnico às atividades do IMA”, explica.

Dentre as atividades de destaque da Rede Laboratorial em 2021 está o monitoramento de contaminantes em alimentos, do Projeto Estratégico Defesa Agropecuária Eficiente. O IMA analisou resíduos de agrotóxicos em 351 amostras de hortifrutícolas. “Nesse contexto, as análises frequentes e monitoradas são uma valiosa ferramenta, pois subsidiam o serviço de fiscalização”, argumenta.

Durante o ano, medidas de enfrentamento à covid-19 foram adotadas com a criação de protocolos sanitários específicos, tanto para manter a segurança dos servidores, quanto para atender ao público externo. “Em toda a Rede Laboratorial os servidores são orientados sobre práticas individuais e coletivas, tais como a aferição da temperatura corporal de clientes e funcionários, o uso constante de máscaras e álcool em gel nas dependências das unidades”, esclarece Hooper.

A Rede Laboratorial é composta pelo Laboratório de Saúde Animal (LSA) e pelo Laboratório de Química Agropecuária (LQA), ambos acreditados pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), além de credenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como membro da Rede Nacional de Laboratórios Agropecuários do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária.

O Laboratório de Diagnóstico Fitossanitário em Fungos e Nematoides, instalado no LQA, além da acreditação e do credenciamento citados acima, ainda é credenciado no Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem).

Novos métodos laboratoriais

O LSA realiza diagnósticos de febre aftosa, raiva, sarna, anemia infecciosa equina (AIE), brucelose, leptospirose, doença de aujeszky, peste suína clássica (PSC) e encefalopatia espongiforme transmissível, mais conhecida como a doença da "vaca louca".

Para este ano, estão previstos novos métodos laboratoriais. Ainda em fase de implantação, a síndrome reprodutiva e respiratória dos suínos (PRRS) por Elisa e de influenza aviária e doença de newcastle por PCR estarão entre os serviços oferecidos.

O laboratório também produz insumos, meios de cultura e reagentes.

Já o LQA é especializado em análises físico-químicas e microbiológicas de água e produtos de origem animal; contaminação de alimentos decorrente do uso de agrotóxicos; análises físico-químicas de solos agrícolas; identificação de insetos em agroecossistemas e detecção de fungos e nematoides.

Atendimento

As amostras podem ser entregues de segunda a sexta, de 8h às 17h.

Laboratório de Saúde Animal (LSA)

Av. do Contorno 1.707 - Floresta. Belo Horizonte (MG)

[email protected]

Laboratório de Química Agropecuária (LQA)

BR040 km 688 - anexo ao prédio da administração da Ceasa Minas

Contagem (MG)

[email protected]

 

 

Tags:
Fonte:
Sec. de Agricultura/MG

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário