Soja em baixa em Chicago, mercado brasileiro pouco movimentado

Publicado em 01/06/2010 20:29 386 exibições

 
O pregão de soja voltou do final de semana prolongado (foi feriado americano na segunda-feira) operando em baixa na Bolsa de
Chicago. Continua recebendo pressão de fatores externos (queda nas Bolsas de valores e petróleo) e também de fatores fundamentais
(clima favorável e expectativa de forte recuperação no estoque americano em 2010).

As exportações semanais de soja dos EUA até 27/05 foram de 155.621t, contra 120.376t na semana anterior e são necessários embarques semanais de 244.046t para atingir a estimativa
USDA de exportações americanas de 39,33 mi.t. no ano comercial set/ago 09/10.
 
Plantio Soja EUA: 

Segundo relatório de safra divulgado pelo USDA após o fechamento,
74% da área de soja já foi plantada nos EUA, avanço de 21 pontos percentuais na semana, ritmo mais acelerado que as 63% do ano
passado mas levemente mais lento que a média dos últimos 5 anos de 75% e com o mercado também esperando 75%. Aproximadamente
46% já está na fase de germinação, contra 24% na semana passada, 33% em 2009 e 44% de média dos últimos 5 anos. 
 
 
Milho CBOT: queda média de 4 ¾ pontos ou desvalorização de pouco mais de 1% no pregão de milho na Bolsa de Chicago.

Pressão de um rali do dólar, queda de 2,5% no preço do petróleo, sentimento baixista nas Bolsas de Valores e clima favorável ao desenvolvimento das lavouras no cinturão de milho dos EUA. As exportações semanais de milho dos EUA até 27/05 foram de 1,2 mi.t., contra 1,14 mi.t. na semana anterior e são necessários embarques semanais de 1,14 mi.t. para atingir a estimativa USDA de exportações americanas de 48,26 mi.t. no ano comercial set/ago 09/10. O USDA informou que o plantio da safra de milho 2010 está em 97%, avanço de 4 pontos percentuais na semana, contra 92% na mesma semana em 2009 e as 96% de média de 5 anos. Aproximadamente 76% das lavouras estão em estado considerado bom/excelente, melhora de 5 pontos percentuais na semana, 20% regulares (24% na
semana passada) e 4% ruim/péssimo (5% na semana passada). 
 
 
Trigo CBOT: queda média de 7 pontos ou desvalorização de pouco mais de 1% no pregão de trigo na Bolsa de Chicago.

Pressão em linha com o desempenho negativo das outras commodities agrícolas, do avanço na colheita americana e expectativa de disponibilidade cada vez maior do produto a nível mundial. As exportações semanais de trigo dos EUA foram de 329.041t, contra 562.773t na semana anterior e são necessários embarques semanais de 781.099t para atingir a estimativa USDA de 23,54 mi.t. para o ano comercial 2009/10. Segundo o USDA o plantio do trigo de primavera nos EUA está em 95%, avanço de 4 pontos percentuais na semana, contra 87% em 2009 e 96% de média dos últimos 5 anos. 85% está em estado considerado bom/excelente, igual a semana anterior, 14% regular (15% na semana passada) e 1% ruim/péssimo. Em relação ao trigo de inverno, 65% está em estado considerado bom excelente, deterioração de 1 ponto percentual na semana, (45% em 2009), 26% regular (25% na semana passada e 27% em 2009) e 9% ruim/péssimo (igual a semana passada e 28% no ano passado).  
 
Mercado Interno de Soja e Milho  
 
Câmbio Brasil: o dólar comercial no Brasil operou nos dois lados, entre uma mínima de R$ 1,8160 e máxima de R$ 1,8390 antes de fechar do lado positivo. Suporte de um dia negativo nas Bolsas de Valores ao redor do mundo. Com o Bovespa também caindo 1,9%, investidores voltaram a buscar dólar como forma de proteção contra as incertezas econômicas. A entrada de dólares do exportador brasileiro exerceu pressão adicional enquanto que o leilão de  compra de dólares a vista pelo Banco Central do Brasil impediu uma queda maior ainda. 
 
 
Soja PR: o dólar comercial no Brasil em alta e a soja em Chicago em baixa e o mercado interno de soja foi pouco movimentado. No interior do PR, vendedores a R$ 35,50 e compradores a R$ 35,00 no oeste. Ofertas a R$ 36,00 e compradores a R$ 35,00 CIF no norte e R$ 35,00 no sudoeste. Vendedores a R$ 37,00 e compradores a R$ 36,00 em Ponta Grossa. No porto de Paranaguá (PR), vendedores a
R$ 39,00 e compradores a R$ 38,30/38,50. No porto de Santos (SP), ofertas a R$ 40,00 e compradores
a R$ 39,20. Vendedores a R$ 39,50 e compradores a R$ 38,50 em São Francisco do Sul (SC).
 
 
Soja MT: o mercado de soja no  MT também em dia fraco de negócios. Vendedores retraídos e compradores a R$ 31,50 em Rondonópolis, R$ 28,80 em Lucas do Rio Verde, R$ 28,50 em Sorriso, R$ 28,10 em Ipiranga, R$ 28,00 em  Sinop e R$ 30,80 em  Campos de Julio. Comentários de negócios a R$ 29,30 em  Diamantino. Compradores retraídos e vendedores a R$ 31,15 em Deciolandia. Ofertas a R$ 30,50 e compradores a R$ 30,00 em Tangara da Serra e Campo Novo
do Parecis. Vendedores a R$ 31,00 e compradores a R$ 30,40 em Campo Verde e Primavera do Leste. Ofertas a R$ 30,00 e compradores a R$ 29,00 em Nova Mutum. 
 
 
Milho: o mercado interno de milho de estável para levemente mais firme em algumas das praças de comercialização. No interior do PR vendedores retraídos e compradores a R$ 16,00/16,50 e R$ 17,00
CIF no norte. Vendedores a R$ 17,00 e compradores a R$ 16,00 no oeste e R$ 15,50/16,00 na região central do estado. Vendedores a R$ 18,00 e compradores a R$ 16,50/17,00 e R$ 18,30/18,50 CIF no
sudoeste. Ofertas a R$ 17,50 e compradores a R$ 17,00 e R$ 17,50/18,00 CIF nos Campos Gerais. No porto de  Paranaguá (PR), vendedores retraídos e compradores a R$ 17,50/18,00. Na exportação,
ago/set com ofertas a Us$ 170,00/t e compradores a Us$ 167,00 e outubro com vendedores a Us$ 176,00 e compradores a Us$ 171,00. No MT, ofertas a R$ 10,30 e compradores a R$ 9,80 em Campo Novo do
Parecis. Vendedores a R$ 13,00 e compradores a R$ 12,00 em Cuiabá. 
 

 

Tags:
Fonte:
Cerealpar

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário