Fechamento Agromercados - Algodão, Trigo, Soja, Milho, Boi, Café, Dólar

Publicado em 02/06/2010 11:47 1327 exibições

ALGODÃO RENDE MAIS
Haroldo Cunha, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), avalia que a safra atual (2009/2010) deve propiciar ganhos até 20% superiores ao cotonicultor em relação à temporada passada. Ele destaca o aumento da produtividade, devido às boas condições climáticas, na Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul. Já em Mato Grosso o ganho não foi expressivo.<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

ADENSAMENTO
Pela avaliação da Abrapa, foram plantados cerca de 75 mil hectares no sistema adensado, dos quais 52 mil em Mato Grosso. "É um sistema muito interessante, sobretudo quando o algodão entra como segunda safra, melhorando o rendimento por hectare, somado à receita da cultura anterior, geralmente a soja", diz Cunha

TARIFA NO TRIGO
Argentina, Uruguai e Paraguai querem o apoio do governo  brasileiro para aumentar a tarifa externa comum (TEC) sobre importações de trigo provenientes de fora do bloco comercial. A informação foi divulgada pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi, durante coletiva na Embaixada do Brasil em Buenos Aires.

TEC DE 35%
Os parceiros brasileiros do Mercosul pedem que a TEC incidente sobre as importações de trigo seja aumentada dos atuais 10% para 35%.

EUROPA  FORA
No ano passado, a Argentina forneceu 3 milhões de t de trigo ao Brasil e se compromte a atender às necessidades do mercado brasileiro neste ano. O aumento da TEC é para afastar a concorrência de fornecedores europeus de trigo.

TRATOR A ÓLEO VEGETAL
O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e a Fiat apresentaram hoje (1º) no 10º Challenge Bibendum, no Rio de Janeiro, projeto que transforma motores a diesel em motores para tratores movidos a óleo vegetal puro.

COMBUSTÍVEL EM CASA
O custo-benefício é alto, segundo os técnicos. O produtor vai ter toda a matéria-prima para produzir o seu próprio combustível, além de gerar energia elétrica para girar a própria máquina ou outras máquinas e também para a comunidade.

SOJA RECUA
Os contratos futuros da soja na bolsa de Chicago caíram 5,75 cents na sessão de hoje, para US$ 932/bushel no vencimento julho. Na BM&FBOVESPA, a soja fechou praticamente estável para julho, a US$ 21,17 a saca.
 
BOI A R$ 81,89
O preço da arroba paraa junho hoje na BM&FBOVEPA foi de R$ 81,89. Para outubro, os contrato do boi foram cotados a R$ 84,48 a arroba.
 
MILHO CAI
Em Chicago, os preços futuros do milho perderam 5 cents para entrega em julho, recuando a US$ 3,54 o bushel. Na BM&FBOVESPA, o contrato para setembro foi cotado a R$ 20,28 a saca, praticamente estável.
 
BOLSA BAIXA
O Ibovespa perdeu 1,91%, aos 61.840,99 pontos.
 
CAFÉ ESQUENTA
Alta de 1,71% nos contratos do café arábica em Nova York para entrega em julho. Os lotes foram cotados a 136,55 cents por libra-peso, enquanto o café robusta em Londres para setembro subiram US$ 11, para US$ 1.385,00 a saca. Na BM&FBOVESPA, a saca de café para setembro subiu US$ 1,80, para US$ 161,80.
 
AÇÚCAR SOBE
Na posição mais líquida, julho, os contratos do demerara subiram 1,48%, encerrando o dia a 14,40 cents por libra-peso. O refinado, para agosto, teve alta de US$ 3,30, fechando a US$ 471,90 a tonelada.
 
DÓLAR A R$ 1,83
O dólar no balcão teve ganho de 1,04% hoje, fechando a R$ 1,83.
 

 

Tags:
Fonte:
Agência Mercados

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário