Bom dia commodities

Publicado em 14/07/2010 10:48 260 exibições
CAFÉ
Os contratos de café acordaram realizando lucros hoje em Nova York, porém já começam a ganhar força, ainda respeitando o suporte de 165,00. O rompimento de uma LTB por lá abre espaço para as cotações buscarem novamente os 170,00. Na BM&F o movimento é semelhante, com a possibilidade da recuperação dos 195,00 no vencimento set/10. Indicadores indecisos: Esalq Arábica em 299,55 com 0,48% de queda e Preço Composto da OIC em 154,57 com 1,35% de alta. Tendência de firmeza no curto prazo.

BOI
Sem muitas novidades no mercado físico, com preços do boi gordo e da carne bovina praticamente estáveis, os futuros refletem principalmente as expectativas do cenário para os próximos meses. Até o momento o volume de gado confinado não é expressivo e apenas os frigoríficos com oferta do mercado a termo ou que possuem bois próprios encontram situação mais confortável. A demanda segue positiva, apesar do ritmo mais lento observado no varejo nos últimos dias. A curva foward, entretanto, está próxima de ficar flat e isso reflete a perspectiva
de poucas mudanças nos próximos meses.

SOJA
Mercado em mais uma sessão de ganhos no noturno. As preocupações com a piora das condições das lavouras norte-americanas e a demanda firme (os EUA venderam um cargo de soja esta noite para Taiwan) seguem atuando como fator de suporte ao mercado especialmente com previsões indicando condições de temperatura acima do normal nos próximos dias no cinturão produtor do país. Cenário técnico misto pode resultar em realizações no curto prazo, mesmo assim, em meio a incerteza com relação as lavouras nos EUA, pressão de venda tende a ficar limitado no curto prazo. Direcionamento do mercado é essencialmente tempo nos EUA.

MILHO
Indicador estável ontem com produtor reduzindo interesse de venda após perdas recentes. Chuvas
no sudeste e PR reduzem ritmo de colheita e contribuem para o menor interesse de venda no curto
prazo. Embora pressão do físico, BM&F segue encontrando suporte na expectativa de um maior fluxo de exportações a frente e cobertura de vendas de players comerciais (contratos em aberto registram quedas recorrentes). Lateralidade tende a permanecer nos futuros assimilando cenário físico com oferta abundante X expectativas positivas de fluxo externo a frente atrelados aos leilões de PEP.

Confira o relatório completo: dia_140710.pdf

Tags:
Fonte:
XP Investimentos

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário