Monitoramento do comércio e uso de agrotóxicos já está em vigor no Paraná

Publicado em 20/07/2010 08:18 194 exibições
Entrou em vigor a partir desta segunda-feira (19) o Sistema de Monitoramento do Comércio e Uso de Agrotóxicos do Paraná (Siagro), que vai monitorar eletronicamente o comércio e venda de agrotóxicos em todo o Estado. Com isso, todas as informações de receitas para compra de agrotóxicos emitidas para os produtores deverão ser enviadas eletronicamente para a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento.

Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização e de Insumos, Adriano Riesemberg, com as informações no banco de dados será possível, por exemplo, reunir diagnósticos de interesse público como a verificação de um ataque de pragas ou a orientação para a utilização mais segura de agrotóxicos. O objetivo da Secretaria com o novo sistema é incentivar a prática de uma agricultura com uso racional de produtos químicos , dando garantias ao consumidor de um produto saudável e de qualidade.

O sistema estava previsto para entrar em vigor em abril, mas foi prorrogado a pedido da Organização das Cooperativas do Estado do Paraná (Ocepar). Foi solicitado um tempo de adequação ao novo sistema que foi desenvolvido em parceria pela Secretaria da Agricultura, Celepar e Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea). O pedido foi feito em vista que alguns associados não concluíram a conversão dos seus sistemas em tempo hábil.

O Siagro prevê o envio eletrônico de informações das receitas emitidas no Estado, deixando disponíveis essas dados no Departamento de Fiscalização e da Defesa Agropecuária (Defis), onde será feito o monitoramento do comércio. A partir desta data, toda semana os comerciantes de agrotóxicos estarão obrigados a enviar as informações referentes às quantidades comercializadas na semana anterior, informou Adriano Riesemberg.

Hoje são emitidos anualmente cerca de 3 milhões de receitas, com a utilização de 80 mil toneladas junto à agricultura paranaense. Com esse novo banco de dados, o monitoramento será mais ágil e eficiente, possibilitando um gerenciamento eletrônico do que está sendo usado em campo.

Tags:
Fonte:
Agência de Notícias do PR

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário