CMN aprova medidas de financiamanto para maçã, soja, palmito e cana

Publicado em 01/10/2010 13:30
537 exibições
Os produtores de maçã do Sul do país vão poder reprogramar em até três vezes os pagamentos de parcelas vencidas e vincendas das operações de crédito rural de custeio da safra 2009/10. Depois de pagar essas dívidas, os produtores vão poder se candidatar a novos recursos no próximo ano, de acordo com voto aprovado nesta quinta-feira (30/9) pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná respondem por 99% da produção nacional de maçã. O financiamento da produção vem de recursos da poupança rural e do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Segundo o Ministério da Agricultura, a medida visa a solucionar dificuldades econômicas enfrentadas pelos produtores de maçã.

Outro voto aprovado pelo CMN para a área agrícola incluiu três produtos na política de financiamento do Pronaf Mais Alimentos, que concede até R$ 130 mil por ano para empreendimentos rurais. Foram incluídas as culturas de palmeira para produção de palmito, de soja e de cana-de-açúcar. De acordo com a justificativa do voto, a palmeira para produção de palmito é importante para a agricultura familiar na Região Norte do país, por causa do alto potencial de geração de emprego e renda, que favorece a inclusão social. O cultivo é apropriado em processos de recuperação de áreas degradadas na Amazônia e contribui para a sustentabilidade e a preservação da biodiversidade na região.

A inclusão da soja visa a atender as Regiões Sul e Centro-Oeste. O objetivo é equiparar a leguminosa às culturas de cereais de características semelhantes, como milho e trigo, que já fazem parte do Pronaf Mais Alimentos. Quanto à cana-de-açúcar, a inclusão foi justificada por ser fundamental como fonte de renda de 20 mil agricultores familiares da Região Nordeste.
Tags:
Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário