Grupo chinês pretende investir US$ 200 milhões em Rondonópolis

Publicado em 25/10/2010 07:37
592 exibições
Rondonópolis vai se tornar definitivamente um dos maiores pólos esmagadores de soja da América do Sul. O Noble Group, trading de commodities com sede em Hong Kong, vai investir algo em torno de US$ 200 milhões, quase R$ 350 milhões, em sua primeira esmagadora de soja e usina de biodiesel no Brasil, a ser instalada em Rondonópolis. O anúncio da instalação do investimento de grande porte deve ocorrer nesta segunda-feira (25/10), em entrevista coletiva na Prefeitura de Rondonópolis.

O Jornal A TRIBUNA apurou a informação sobre a vinda do Noble Group e a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Elizabeth Amorim, confirmou o investimento. O Noble Group já efetivou a aquisição de uma área com recursos próprios em Rondonópolis, a qual já recebeu a placa anunciando o investimento. O terreno adquirido fica localizado junto à BR-163, saída para Campo Grande (MS), diante da área que sediará o futuro terminal ferroviário em Rondonópolis.

Esse investimento demonstra a concretização de Rondonópolis como pólo de desenvolvimento para o Brasil, já que o grupo poderia estar localizado em qualquer outro lugar, mas veio para a nossa cidade. Mostra o nosso potencial econômico, com disponibilidade mão-de-obra, excelente localização, com rodovias importantes, a chegada da ferrovia e a proximidade com o seu insumo principal, a soja, avaliou a secretária.

Elizabeth Amorim observou que diretores do grupo estiveram por quatro vezes em encontros com representantes da Prefeitura, a exemplo do prefeito Zé Carlos do Pátio, seu antecessor Valdemir Castilho e ela. As negociações em torno do investimento não haviam sido anunciadas antes em função do risco da especulação imobiliária em torno da aquisição da área. Nesse período, a Prefeitura garantiu todo o suporte, explicou, ressaltando o empenho do prefeito em atrair empresas para a cidade.

A secretária informou que a diretoria do grupo deve conceder a entrevista coletiva à imprensa por volta das 16h30 desta segunda-feira, na sala de reuniões anexa à sala do prefeito. Na ocasião, os diretores vão revelar os detalhes do novo investimento fabril que a cidade receberá.

O GRUPO No Brasil, o grupo já vem atuando, por exemplo, no setor de cana-de-açúcar, com plantio da cultura e usinas de açúcar e álcool. O grupo traçou uma forte estratégia de crescimento em solo brasileiro, com ampliação expressiva das suas atividades.

PÓLO A nova indústria será a terceira grande esmagadora de soja a se instalar na cidade. Atualmente, estão sediadas no município as maiores unidades de processamento de soja no país da ADM e da Bunge.
Tags:
Fonte: A Tribuna

Nenhum comentário