Alemanha enfrenta grande contaminação de comida animal

Publicado em 07/01/2011 09:37 362 exibições
Substância tóxica pode passar para ovos e carnes; 1.100 fazendas foram fechadas.
Cerca de 3.000 toneladas de um produto químico usado para enriquecer ração animal foram distribuídas para pelo menos quatro Estados da Alemanha, informou o jornal alemão The Local. Como a comida contaminada continua a se espalhar pelo país, as autoridades estão fechando milhares de fazendas.

Segundo estimativas oficiais, com a mistura a outros ingredientes pode ser que existam de 30 mil a 150 mil toneladas de alimentos tóxicos para as galinhas, suínos e aves na Alemanha.

A injestão da toxina pelos animais pode passar para as carnes e ovos que chegam ao consumidor.

De acordo com The Local, a União Europeia (UE) já pediu um esclarecimentos sobre o acidente. Um total de 136 mil ovos potencialmente contaminados foi entregue na Holanda, disse uma fonte do Ministério da Agricultura alemão nesta quarta-feira (5).

No entanto, um porta-voz da UE informou que nenhuma encomenda foi transportada para outro país membro do bloco.

Governo interdita fazendas

Enquanto isso, 139 fazendas na região norte de Rhine-Westphalia foram fechadas nesta terça-feira (4), além de outras seis fazendas de criação de suínos na Pomerania.

Ao todo, 1.100 propriedades rurais estão interditadas desde que a notícia da contaminação veio à tona, na segunda-feira (3).

A empresa Harles & Jentzsch já admitiu ter sido "descuidada"na elaboração de ração animal a partir de óleos vegetais, criados como subprodutos da fabricação de biocombustíveis.

Dioxina pode causar aborto e até câncer

A substância que gerou a contaminação, dioxina, pode causar aborto e outros problemas de saúde como câncer.

Segundo o ministro da Agricultura, Ilse Aigner, o governo vai discutir com os Estados possíveis mudanças na lei para garantir que a produção de ingredientes para ração animal seja feita separadamente dos produtos industriais.

Tags:
Fonte:
R7 Notícias

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário