Exportações de granéis pelo porto de Paranaguá crescem 55% em janeiro

Publicado em 11/02/2011 07:47 e atualizado em 11/02/2011 08:22 295 exibições
Berços de atracação foram dragados. A medida visa atender a safra 2010/11, que deve ser recorde.
Porto de Paranaguá exportou, só em janeiro de 2011, 976,34 mil toneladas de granéis sólidos (farelo de soja, milho, trigo, soja e açúcar). O número é 55% maior do registrado no mesmo período do ano passado, quando foram exportados 628,54 mil toneladas de granéis sólidos.

Os bons números já refletem a confiança de armadores e operadores no Porto de Paranaguá que na manhã desta quinta, dia 10, já restabeleceu as atividades em sua totalidade após o término da dragagem emergencial de manutenção dos berços de atracação. Nesta quinta, todos os berços de atracação do Porto estavam ocupados por 16 navios. Em Antonina, outros dois navios estão atracados movimentando fertilizantes.

– Nossa busca é por seguir a orientação do governador Beto Richa de recuperar o tempo perdido. Esta primeira ação de restabelecimento das profundidades para melhor atender a safra é fundamental para que o Porto de Paranaguá volte a apresentar condições operacionais adequadas para todos os seus usuários – disse o superintendente Airton Vidal Maron.

O aumento nas exportações de granéis sólidos foi impulsionado pela movimentação do milho. No primeiro mês de 2011 foram exportadas quase 300 mil toneladas do produto, enquanto que no mesmo período de 2010 foram cerca de 108 mil toneladas exportadas. Outro destaque foi a exportação do farelo de soja, que saltou de 186,8 mil toneladas em janeiro de 2010 para 286,2 mil toneladas este ano.
 
Com a conclusão da dragagem, os berços de atracação do Porto de Paranaguá voltam a ter suas profundidades originais, que são de oito, dez e 12 metros. Há pelo menos seis anos, os berços não apresentavam condições ideais para movimentação de mercadorias, fazendo com que muitas embarcações deixassem o Porto de Paranaguá com menos carga do que o normal.

A medida de dragar os berços foi a primeira tomada pela Appa com o objetivo de melhor atender a safra 2011 que promete ser recorde. De acordo com a projeção da safra 2010/11, divulgada esta semana pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), o Paraná deve liderar a produção nacional de grãos, com uma previsão de produção de 30,94 milhões de toneladas de grãos. O destaque, segundo a Conab, será a soja que no Paraná deve alcançar uma produção de 14,2 milhões de toneladas.

Para atender esta demanda, a Appa já iniciou uma série de medidas para otimizar o escoamento da safra.

– A dragagem foi a primeira e mais importante ação. Agora estamos concluindo as reformas e melhorias no pátio de triagem, além de já termos feito toda a manutenção nos shiploaders e nos armazéns da faixa portuária, além do Silo Público – explicou o superintendente.

Tags:
Fonte:
Agência Safras

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário