Valor bruto da produção do Cerrado da Bahia sobe 55%

Publicado em 25/05/2011 07:52 162 exibições
O valor bruto da produção (VBP) das principais culturas agrícolas do Cerrado baiano deverá totalizar R$ 6,3 bilhões na safra 2010/11, segundo a última projeção da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba, divulgada ontem. Se confirmada a estimativa, o crescimento em relação à temporada 2009/10 será de 55%.

O salto deverá ser puxado pelo algodão. Com produção prevista em 600,8 mil toneladas de pluma, 62% a mais que no ciclo passado, o VBP ("da porteira para dentro") da cultura deverá atingir R$ 2,6 bilhões, 103% acima do registrado na safra passada.

A performance, excepcional, está sendo impulsionada pelos elevados preços do produto no mercado internacional. Apesar de estarem abaixo das recentes máximas alcançadas na bolsa de Nova York, por exemplo, a maior parte da colheita foi negociada pelos agricultores ainda com cotações recordes. Ao contrário do que acontece em Mato Grosso, o clima não prejudicou a safra do oeste da Bahia.
Até agora o carro-chefe agrícola da região, a soja deverá ficar com VBP de R$ 2,4 bilhões em 2010/11, 35% superior ao de 2009/10, conforme a Aiba. A colheita da oleaginosa, que também está valorizada no mercado internacional, rendeu 3,6 milhões de toneladas, 13% mais gorda do que no ciclo anterior. O milho completa a lista dos três maiores VBPs do Cerrado da Bahia. Segundo a associação, serão quase R$ 524 milhões, um aumento de 28% sobre 2009/10, fruto de uma colheita apenas 1% superior, de 1,5 milhão de toneladas.

As produtividades em geral também cresceram. "O que explica esses números é o desenvolvimento de uma agricultura de precisão, com fortes investimentos em tecnologia e processos, e o aperfeiçoamento das técnicas ano a ano", afirma Walter Horita, presidente da Aiba, em comunicado.
Tags:
Fonte:
Valor Econômico

0 comentário