Ministério de Agricultura participa de eventos para divulgar carne brasileira

Publicado em 24/06/2011 08:24 246 exibições
Seminário e churrasco realizados na Bélgica permitiram que brasileiros defendessem a qualidade dos cortes produzidos no país e avançassem rumo a novos negócios no futuro.
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento participou de dois eventos realizados em Bruxelas, no dia 21 de junho, organizados como parte de ações destinadas a reverter informações negativas sobre a produção e a qualidade da carne brasileira junto a representantes da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu, bem como ampliar o fluxo de comércio do agronegócio com a União Européia. 

O seminário Brasil - UE – Perspectivas de Comércio em Agricultura no contexto do Acordo Mercosul-União Europeia, bem como o Churrasco Brasileiro em Bruxelas – 1ª Edição foram organizados pela Missão do Brasil junto à União Européia, em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), o Brazilian Business Affairs (BBA) e a Abiec. O Ministério da Agricultura foi representado pelo diretor de Assuntos Sanitários e Fitossanitários, Otávio Cançado, e pelo adido agrícola do Brasil em Bruxelas, Odilson Luiz Ribeiro e Silva. 

Durante o seminário, que aconteceu no Parlamento Europeu, os palestrantes brasileiros, entre os quais Cançado, esclareceram notícias distorcidas que vêm sendo divulgadas na Europa sobre o Brasil e defenderam a proposta de acordos bilaterais entre o Mercosul e a UE. O evento contou com a participação de palestrantes europeus e brasileiros, do setor privado e de órgãos governamentais e comunitários. 

“Os palestrantes salientaram que o impacto na agricultura europeia não seria tão significativo como se divulga e que o setor agrícola europeu seria também beneficiado no caso da celebração desse acordo de livre comércio”, disse o adido agrícola brasileiro. 

As apresentações trataram sobre cinco setores do agronegócio: carne bovina e de aves, suco de laranja, açúcar e etanol e grãos (soja e milho). Segundo Silva, os brasileiros destacaram os benefícios de alianças entre os dois blocos e os potenciais impactos positivos para os segmentos do setor privado europeu dependentes de matérias-primas agrícolas importadas e para os consumidores da UE. Outro ponto abordado foram os cuidados sanitários dos produtos agrícolas brasileiros, a sua sustentabilidade ambiental e o respeito ao bem-estar animal. 

Para comprovar a qualidade da carne brasileira foi preparado um autêntico churrasco para os convidados. A refeição contou com a presença de 150 representantes da Comissão Europeia, do Conselho Europeu e do Parlamento, além de membros de representações diplomáticas e autoridades locais. Foram oferecidos cortes de carne, junto com vinhos e espumantes nacionais, caipirinha e suco de laranja. “Foi uma ocasião para reforçar laços de cooperação e bom ânimo para o trato de interesses nacionais junto a esses órgãos”, acrescenta Silva.
Tags:
Fonte:
Mapa

0 comentário