MS entra na briga por reforço no Plano Agrícola e Pecuário

Publicado em 28/06/2011 07:53 371 exibições
Depois do Paraná, o Mato Grosso do Sul lançou uma série de críticas ao Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2011/12, argumentando que os R$ 107 bilhões orçados para a agropecuária comercial são insuficientes para dar estabilidade ao setor. O assessor técnico Federação da Agri­cultura e Pecuária do estado vizinho (Famasul), Lucas Galvan, diz que faltou desburocratizar o sistema de crédito rural. Em sua avaliação, é necessário ainda baratear os financiamentos. O governo federal prometeu avaliar as reclamações nesta semana. O Paraná argumenta que a inclusão do milho no limite de R$ 650 mil por produtor vai limitar o acesso dos produtores de commodities ao crédito, que chegava a R$ 1,15 milhão. Se­­gundo a organização, a produção em escala exige alto volume de recursos e o setor não está capitalizado o suficiente para a assumir o investimento.
Tags:
Fonte:
Gazeta do Povo

0 comentário