Endividamento agrícola motiva manifestações no RS

Publicado em 29/06/2011 08:39 510 exibições
A Fetag, juntamente com as demais entidades representativas da agricultura familiar no Estado, promovem a partir desta quarta-feira, dia 29, uma série de mobilizações no Rio Grande do Sul. O objetivo central é para sensibilizar o governo federal sobre a situação crítica que envolve o endividamento dos agricultores familiares, agravada pelas perdas de produção em função das intempéries climáticas dos últimos anos e a perda de rentabilidade dos produtos agrícolas.

O presidente da Fetag, Elton Weber, revela que o tema não é novidade para o governo federal, uma vez que vem sendo pauta do Grito da Terra Brasil da Contag desde 2009, quando foi proposta pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário a instalação de um grupo de trabalho para discutir o assunto e encontrar alternativas. No entanto, até hoje não foi criado, observa Weber.

O dirigente destaca que somente em 2011 vencem mais de R$ 2,5 bilhões do Pronaf no Estado, montante impagável, apesar da atual safra ter sido boa em produtividade e preços razoáveis, exceção ao arroz, fumo e trigo. “A crescente inadimplência dos agricultores familiares junto aos agentes financeiros deverá se agravar nos próximos 60 dias e poderá comprometer o acesso dos agricultores familiares aos recursos no Plano Safra 2011/2012. Isto provocará um impacto significativo na economia gaúcha, já que 50% do nosso PIB provém da agropecuária”, completa.

Tags:
Fonte:
Fetag

0 comentário