Blairo Maggi recusa Transportes por conflito empresarial

Publicado em 08/07/2011 18:22 652 exibições
Indicado pelo PR, senador preferiu não aceitar o cargo que foi de Alfredo Nascimento alegando 'impedimentos legais'. Decisão foi tomada após reunião


Blairo Maggi: grupo empresarial ligado ao senador achou melhor ficar fora do governo

Blairo Maggi: grupo empresarial ligado ao senador achou melhor ficar fora do governo (José Cruz/Agência Brasil)

O senador Blairo Maggi (PR-MT) decidiu recusar nesta sexta-feira o convite para ocupar o Ministério dos Transportes alegando "impedimentos legais". Megaempresário no ramo do agronegócio, o senador se reuniu com seu grupo empresarial durante a tarde em Cuiabá (MT) para avaliar a situação. A cúpula achou mais prudente mantê-lo fora da pasta, já que Maggi poderia enfrentar vários conflitos legais se aceitasse o cargo de ministro dos Transportes.

Empresas do senador mantêm financiamentos com o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e até contratos com o governo.  O nome de Maggi havia sido indicado pelo PR para ocupar a vaga. A decisão ocorreu nesta quinta-feira após reunião entre ele, o ex-ministro Nascimento e os líderes do PR no Senado, Magno Malta (ES), e na Câmara, Lincoln Portela (MG). Nascimento deixou o cargo na esteira do escândalo provocado pela revelação, feita por VEJA, de um esquema de corrupção operado na pasta.

Agora o partido deverá procurar outro nome para ocupar a legenda. Estão cotados o ex-governador da Bahia César Borges e o ex-líder do partido na Câmara Luciano Castro. O secretário-executivo do Ministério dos Transportes e, por enquanto, ministro interino, Paulo Sérgio Passos, é um dos preferidos de Dilma. 

Tags:
Fonte:
veja.com.br

0 comentário