Agricultores avaliam prejuízos causados pelos temporais em AL

Publicado em 21/07/2011 07:53 229 exibições
O excesso de chuva prejudicou mais de 70% da produção de milho do assentamento Duas Barras, em Flexeiras, Zona da Mata de Alagoas. Na parte alta, a chuva provocou erosões. O agricultor Cícero da Silva esperava colher cerca de 150 sacas de milho, mas não vai poder comercializar quase nada. Os grãos serão usados para ração e alimentação própria.

Na parte baixa, o milharal foi alagado. Além do milho, a chuva também queimou as folhas das bananeiras. A única cultura que resistiu no assentamento foi a macaxeira, que vai garantir o sustento de 60 famílias.

Segundo o Incra, dos 180 assentamentos do estado, 76 foram atingidos pelas chuvas. Além da perda de lavouras, muitos não têm como escoar o pouco que sobrou porque as estradas estão intransitáveis.

Em apenas uma área, 15 famílias estão isoladas por causa da lama que cobre o único acesso às propriedades.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário