Onda de calor mata 22 e avança para leste dos Estados Unidos

Publicado em 21/07/2011 17:51 314 exibições

Uma onda de calor na região central e sul dos Estados Unidos já matou pelo menos 22 pessoas nesta semana, e os meteorologistas disseram que ela está se dirigindo para leste e pode durar semanas. O Serviço Nacional de Meteorologia disse que 141 milhões de pessoas em mais de metade dos Estados norte-americanos estão sob estado de atenção ou alerta por causa da temperatura elevada. A parte central do país tem sofrido intermitentemente com o calor desde maio. 

Em Wichita, no Kansas, a previsão é de que a temperatura passe dos 38 graus Celsius todos os dias até a próxima terça-feira. "É exaustivo, fisicamente exaustivo", disse Chris Vaccaro, porta-voz do Serviço Meteorológico. 

O clima abafado agora se deslocou para a costa atlântica central. Em Washington, a temperatura já superou os 32 graus Celsius e chegou a 38 graus nestaa quinta-feira. Meteorologistas dizem que a onda de calor pode durar até agosto em grande parte do leste do país. 

Os efeitos cumulativos em termos de mortes, sobrecarga à rede elétrica e danos a estradas e pontes podem superar o que foi visto em 1995, quando centenas de pessoas morreram só na cidade de Chicago, segundo o site AccuWeather.com. 

"No fim das contas, o número de dias com calor e umidade extremos na atual onda de calor pode ser mais significativo e impactar uma área maior", disse Jim Andrews, do AccuWeather. 

Em Wichita, os hospitais já trataram 25 casos de doenças relacionadas ao calor, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia. Em Des Moines, Iowa, 16 pessoas foram hospitalizadas nesta semana. 

O calor e a umidade afetam também cultivos como o de milho, que está na fase de crescimento, e ameaçam o gado. Até 1.500 cabeças já morreram em Dakota do Sul por causa da onda de calor, e o número deve subir, segundo Dustin Oedekoven, veterinário do governo estadual. 

Em Indianapolis, moradores estão sendo orientados a não regarem seus jardins pelo menos até domingo, para economizar água.

Tags:
Fonte:
O Estado de S. Paulo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário