Implantação do Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária é debatida na Comissão de Agricultura

Publicado em 17/08/2011 10:44 191 exibições
As formas de acelerar a implantação do Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa) foram discutidas em audiência pública na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, nesta terça-feira (16). O deputado federal Roberto Dorner (MT) e outros integrantes da comissão debateram com especialistas do setor o sistema que embora criado por lei em 1998 e regulamentado em 2006, ainda não foi implantado em grande parte do País.

Roberto Dorner, integrante da comissão, explicou que o principal objetivo do sistema é desburocratizar e facilitar a inspeção de produtos de origem animal e vegetal. “Entre as principais vantagens está a inspeção integrada. Dessa forma, em vez de cada serviço municipal, estadual e federal atuar isoladamente, o serviço fará parte de um único sistema”, reiterou.

O Suasa é coordenado pela União, com participação de estados e municípios, por meio de adesão. Produtos inspecionados por qualquer instância do Suasa podem ser comercializados em todo o País. Esse sistema permite a legalização e a implementação de novas agroindústrias, o que facilita a comercialização dos produtos industrializados localmente no mercado formal em todo o País. Com isso, o Suasa impulsiona a geração de postos de trabalhos e de renda.

Participaram do debate o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Francisco Jardim; o secretário de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Laudemir André Müller; o coordenador-executivo da Comissão de Sanidade da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Décio Coutinho; o presidente do Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários, Wilson Roberto de Sá; e o secretário de Política Agrícola da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), Antoninho Rovaris.

A discussão foi proposta pelos deputados do PMBD Celso Maldaner (SC) e Moacir Micheletto (PR).

Tags:
Fonte:
AI Dep. Roberto Dorner

0 comentário