Entressafra da uva é lucrativa aos produtores do norte de SP

Publicado em 08/09/2011 08:08 137 exibições
Parreiras carregadas, cachos graúdos e frutas bem roxas são sinais de que a produção rendeu bastante este ano.

A região noroeste de São Paulo produz uva entre os meses de julho e novembro, época em que as outras regiões tradicionais estão na entressafra. Os produtores aproveitam o clima quente e seco característico do inverno local como uma estratégia que traz muitas vantagens. “As temperaturas são mais elevadas e desde que se faça irrigação, os produtores conseguem uma colheita de boa qualidade”, explica Gilberto Pelinson, engenheiro agrônomo.

A uva produzida na região de Jales é vendida, principalmente, para São Paulo, Paraná e Goiás. O agricultor José Dimas comemora os bons resultados. Ele tem 55 mil pés de uva niágara na propriedade de 22 hectares em Jales. Em agosto, o produtor vendeu o quilo da fruta por R$ 3. Este mês, o valor deve ficar em torno de R$ 3,80.

Os produtores que investem nas uvas finas também esperam receber em setembro o preço mais alto pago pelo quilo da fruta este ano e mesmo com altos custos de produção, o rendimento está compensando.

Nas parreiras, os cachos de uva itália estão grandes e pesados, alguns chegam a pesar mais de 1,5 quilo. Um único pé chega a produzir 60 quilos por ano, enquanto o de uva niágara, variedade considerada a mais comum, produz apenas 20.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário