IMA promove vacinação de aves no sul do estado

Publicado em 08/09/2011 15:21 232 exibições
O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) iniciou a vacinação contra a laringotraqueíte infecciosa das aves em 28 granjas localizadas no Sul de Minas. O objetivo é imunizar aves que têm entre quatro e oito semanas de vida e assim controlar a doença respiratória para que não haja prejuízos financeiros para as granjas da região.

Na primeira semana de vacinação (27/08 a 03/09), foram vacinadas 430.274 aves e até esta sexta-feira (09/09) serão vacinadas mais 110.000 aves. A previsão é que sete milhões de aves de postura sejam vacinadas até o ano de 2013.

Os fiscais do IMA acompanham a vacinação que é feita por funcionários das granjas. São verificados os cuidados, como temperatura de vacina e forma de vacinação para que haja uma resposta positiva ao tratamento. A dose da vacina precisa ser aplicada apenas uma vez e não são todas as aves que precisam ser imunizadas.

Minas será o primeiro estado do país a utilizar a vacina de ultima geração, importada do EUA para esta finalidade. Esta é a primeira vez que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) libera a importação desse tipo de vacina para imunização de aves no Brasil.

Em 2010, foi identificado um foco da laringotraqueíte nos seguintes municípios mineiros: Passa Quatro, Itamonte, Pouso Alto e Itanhandu, todos localizados no Sul do estado. Desde então, as granjas dessa região estão sendo monitoradas e fiscalizadas pelo IMA, através do Grupo de Atenção Veterinária Especial em Avicultura (Gavea).

A laringotraqueíte não é uma zoonose, portanto não causa problemas à saúde humana, no caso do consumo de ovos ou carnes desses animais. Porém, causa prejuízos financeiros nas granjas, gerando um aumento da mortalidade das aves, queda de postura, elevando consequentemente, o custo de produção desses estabelecimentos.

O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, explica que para evitar possíveis quedas de produtividade das granjas mineiras é necessário o constante monitoramento da doença e a imunização através da vacina. “A vacinação visa contribuir para que o estado continue ocupando uma posição de destaque na produção e exportação de ovos”, informa.

Minas Gerais é o estado que mais exporta ovos no Brasil e o segundo que mais produz.

Tags:
Fonte:
IMA

0 comentário